Olhos para criar livremente

eCycle

Artista plástica brasileira dá nova forma e utilidade para materiais descartados

O mundo está ligeiramente mudando de atitude em relação ao meio ambiente e isso é reflexo da percepção das pessoas sobre a falta de cuidados com nossa riqueza ambiental. Foi justamente isso que se passou com a designer brasileira Valesca Bender.

Num belo dia, o pneu da bicicleta da artista furou e quando ela chegou a uma borracharia, percebeu uma pilha enorme de pneus jogados. Então perguntou o que fariam com aquele material e o borracheiro contou que picavam e descartavam no lixo comum, ou seja, de maneira errada. Ela se incomodou com a resposta.

Foi dessa situação que começaram os questionamentos de Valesca com a maneira como as coisas são mal aproveitadas e nasceu a ideia de dar um jeito para aquela pilha de pneus.

Ela cresceu ao lado da criatividade e empreendedorismo. “Desde que me lembro, a reciclagem de resíduos faz parte da história da minha família. Cresci em um ambiente empreendedor em que resíduo transformava-se em prata e mais tarde em lindas joias. Meus pais iniciaram a reciclagem em 1986, e somente anos mais tarde, entre 1995 e 1996, meu irmão Denis e eu começamos a fazer joias também”, conta Valesca.

Formada em design de joias, a artista conta que, em seus estudos, teve a oportunidade de testar vários materiais. Mas não se ateve à confecção de joias. Ela também produziu móveis, como a cadeira EcoHelp.

Há apenas uma temática fixa em todas as suas obras: a preocupação ambiental. Os materiais usados são: borracha de pneus velhos, madeira, tecidos, lixo eletrônico, garrafas PET e muitos outros. O ouro e a prata das joias também são reciclados.

As peças “Pendente Mix” e o anel e pingente “Equilíbrio” são feitos de madeiras descartadas de marcenaria e prata reciclada. As joias foram destaque no concurso Joias do Brasil, em 2007, não só pela beleza das peças, mas também pela técnica de confecção. “São peças feitas a partir da técnica de encaixes e dobraduras. Este modo foi pensado por sua sustentabilidade e por trazer benefícios à saúde da pessoa que faria confecção das peças, já que reduz a solda e, consequentemente, a emissão de gases”, afirmou.

Confira mais novidades no blog de Valesca Bender.

Veja também:
Artista plástico constrói robô com material reciclado
Ecojoias: colares e pulseiras feitas com materiais que iriam para o lixo

Texto: Flávia Alves


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail