Dia Mundial do Meio Ambiente combate o desperdício de alimentos e suas consequências ambientais em 2013

eCycle

Comida jogada fora ou estragada gera emissões e gasta recursos naturais à toa, enquanto muitos passam fome

Pensar, comer e conservar

O que aparece na sua cabeça quando você pensa em preservação ambiental? Plantio de árvores, combate à poluição, investimento em energia renovável? Todas essas práticas são muito importantes para o meio ambiente, mas outra atividade nem sempre associada ao tema é o foco do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) para a edição 2013 do Dia Mundial do Meio Ambiente (WED – sigla para World Environment Day), que ocorre em 5 de junho: o combate ao desperdício de alimentos.

Segundo a Organização da ONU para Agricultura e Alimentação (FAO), uma em cada sete pessoas passa fome no mundo e, a cada dia, mais de 20 mil crianças menores de cinco anos morrem desnutridas. Nesse mesmo contexto, 1,3 bilhão de toneladas de alimento é desperdiçado anualmente em todo o mundo, o que equivale a um terço de toda comida produzida no planeta.

Com o slogan “Pensar.Comer.Conservar”, o Dia Mundial do Meio Ambiente 2013 pretende demonstrar como o desperdício de alimentos, além de piorar a condição dos que passam fome, faz com que diversos recursos naturais importantes sejam gastos à toa. “Quando o alimento é desperdiçado, isso também significa que todos os recursos usados para a produção desse alimento também foram perdidos”, afirma a organização do WED, no site oficial do evento. Exemplificando: ao jogar uma fruta fora ou deixá-la estragar, além de desperdiçar o alimento, você, indiretamente, emite gás carbônico (CO2) usado no transporte e gasta água necessária para o desenvolvimento da fruta. Sem contar que a fruta podre libera metano (CH4), um gás 20 vezes mais poluente que o CO2 (veja mais aqui).

Como evitar impactos?

Há diversos modos de, em pequena escala, minimizar impactos ambientais, como o aumento de emissões de CO2 e desperdício de alimentos. Confira cinco dicas abaixo:

-Alimente-se por meio de orgânicos, que não utilizam agrotóxicos e fazem bem à saúde;

-Dê preferência aos itens alimentícios fabricados localmente. Assim, você evita emissões causadas pelo transporte e diminui a chance de deterioração devido ao manuseio;

-Ao menos uma vez por semana, não se alimente de carne. A produção desse tipo de alimento é uma das maiores responsáveis mundiais por emissões de CO2. Se tiver disposição, tente se tornar vegetariano;

-Reaproveite restos de alimentos e cascas de frutas e verduras para produzir novos pratos (veja mais aqui);

-Em vez de mandar lixo orgânico para lixões e aterros sanitários, pratique a compostagem doméstica. Você reduz o seu lixo e ainda o transforma em adubo.

Histórico e país sede

O Dia Mundial do Meio Ambiente ocorre desde 1972, quando a Assembleia Geral da ONU estabeleceu o 5 de junho como a data oficial do evento. Em 2012, devido à realização da Rio+20, o Brasil foi a principal sede das atividades. Neste ano, a Mongólia, país asiático localizado ao norte da China, foi contemplada. Medidas governamentais de combate à poluição e à criação de minas de carvão mineral, além do estabelecimento de dias nacionais para plantar mudas e combater a desertificação e a escassez de água foram exemplos que o PNUMA quer difundir com a escolha.

Atividades

Diversos setores da sociedade (governos, organizações não-governamentais, empresas, indústria, organizações intergovernamentais, sociedade civil, imprensa e escolas ) realizam, na semana do dia 5, atividades relacionadas com a temática de 2013. Clique aqui para ver onde ocorre o evento mais próximo de você.

Para mais informações sobre o Dia Mundial do Meio Ambiente, visite a página oficial.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail