O aquecimento global está "em pausa"?

eCycle

Apesar da aparente pausa no aquecimento global, evidências mostram o contrário

Pausa

No canal do Youtube da NASA Goddard, um dos laboratórios da agência espacial norte-americana, há uma série chamada “Pergunte a um Cientista Climático”. Em edição do fim do mês de outubro, surgiu uma pergunta que se popularizou: houve uma pausa no aquecimento global? Embora a sensação que se tenha é essa, pelo fato de a temperatura não estar crescendo nos mesmos níveis de décadas passadas, o oceanógrafo Joshua Willis respondeu que não houve pausa alguma e explicou os motivos.

Gráfico de diferença de temperatura global

Essa é a impressão que se pode ter, já que as temperaturas da superfície terrestre estão subindo num nível mais baixo (veja o gráfico acima, produzido pela NASA). Mas isso só aconteceu porque mais de 90% do calor retido aquece os oceanos. O relatório de setembro do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) informa que é praticamente certo que o crescimento dos níveis dos oceanos se acelerou nas últimas duas décadas. Ao comparar os dados de 1993 e de 2010, o relatório mostra que o crescimento dos níveis dos oceanos dobrou no período.

Para os cientistas climáticos, este é um claro sinal de que o aquecimento global não se estagnou, ao contrário, continua avançando. No entanto, há outros fatores a serem considerados. Em regiões mais profundas dos oceanos foi encontrada parte do calor "desaparecido", mas as variações naturais do clima, as erupções vulcânicas e a poluição também podem ser parte da equação que justifica a suposta pausa. Essas erupções e a poluição crescente ajudariam a refletir parte do calor para fora da atmosfera.

Mas e se for uma pausa?

Para os cientistas que são céticos em relação ao aquecimento global, essa pausa seria um sinal de que os modelos meteorológicos superestimaram o papel do CO2 em aquecer a atmosfera, o que comprovaria, para eles, que o aquecimento global não está acontecendo. De acordo com eles, os modelos climáticos falharam em prever as variáveis naturais do planeta.

Em reposta a isso, os cientistas responsáveis pelos modelos meteorológicos concordam que pode haver melhoras nos métodos, já que a ciência está sempre evoluindo, mas que basta observar os oceanos para obter as evidências do aquecimento global. O desafio para eles agora é entender melhor o clima do planeta para compreender para onde todo o calor armazenado por ele está indo e para descobrir quais os fatores ajudaram a retardar o aquecimento atmosférico no último período.

Apesar da discussão, mesmo com essa "pausa", as temperaturas ainda estão dentro das projeções do modelo do IPCC para o aquecimento global.

Confira abaixo o vídeo citado no início da matéria:


Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail