Canos de plástico poluem sistemas de água potável após incêndios florestais nos EUA

eCycle

Estudo realizado nos Estados Unidos revela que, apenas ao aquecer, canos contaminam água com substâncias perigosas

cano
Imagem de Damon Lam no Unsplash

Um novo estudo, conduzido por engenheiros ambientais da Universidade de Purdue, em Indiana, nos Estados Unidos, revela que incêndios florestais podem desencadear uma contaminação generalizada da água potável, inclusive nas áreas urbanas. Em agosto deste ano, os incêndios florestais que varreram as colinas próximas a Santa Cruz, no estado da Califórnia, liberaram produtos químicos no abastecimento de água de pelo menos duas comunidades da região. Amostras identificaram benzeno, uma substância cancerígena, em níveis quarenta vezes maiores do que o padrão na água potável do estado.

Os novos testes confirmaram a origem dos produtos químicos, mas os pesquisadores foram mais longe: eles aqueceram canos plásticos que costumam ser utilizados em edifícios e sistemas de água para testar qual seria a resposta desses materiais a incêndios próximos. Os resultados, divulgados na última segunda-feira (14), mostram como incêndios florestais podem facilmente desencadear a contaminação generalizada da água potável. Além disso, o estudo também revela o que acontece quando apenas parte de um edifício pega fogo, enquanto o restante permanece em uso. Em alguns casos, a exposição ao calor fez com que mais de cem produtos químicos vazassem dos plásticos danificados.

A equipe afirma que as temporadas extremas de incêndios florestais na região oeste dos Estados Unidos estão colocando muitas comunidades em risco, sem que elas se deem conta do problema. Somente em 2020, mais de 52 mil incêndios destruíram aproximadamente 17 mil estruturas, sendo muitas delas casas conectadas a sistemas de água. Canos de plástico danificados pelo calor podem continuar a liberar produtos químicos para a água ao longo do tempo. E o mais preocupante é que livrar um sistema de água da contaminação pode levar meses e custar milhões de dólares.

O problema dos plásticos

Os plásticos são comuns nos sistemas de água potável, porque costumam ser mais acessíveis do que as alternativas de metal, que resistem a altas temperaturas, mas são vulneráveis ​​à corrosão. Atualmente, nos Estados Unidos, a maioria dos encanamentos subterrâneos e canos que transportam a água potável do medidor até os edifícios é feita de plástico. Poços privados também podem conter invólucros de plástico, bem como canos de plástico subterrâneos que fornecem água de poço para tanques de armazenamento de plástico e edifícios.

Os canos de edifícios que transportam água quente e fria para as torneiras também podem ser de plástico, assim como os conectores das torneiras, canos de imersão de aquecedores de água, refrigeradores e canos de fabricação de gelo. Para determinar se esses canos de plástico poderiam ser responsáveis ​​pela contaminação da água potável após os incêndios florestais, a equipe de engenheiros ambientais expôs os canos de plástico mais comuns ao calor. Os testes incluíram materiais populares em canos para água potável, como polietileno de alta densidade (HDPE), polietileno reticulado (PEX), cloreto de polivinila (PVC) e cloreto de polivinila clorado (CPVC).

Os testes mostraram que o benzeno e outros produtos químicos eram gerados dentro dos canos de plástico apenas por aquecimento. Depois que os plásticos esfriaram, as substâncias acabaram vazando para a água. Embora os pesquisadores tenham descoberto anteriormente que os plásticos podem liberar benzeno e outros produtos químicos no ar durante o aquecimento, este novo estudo mostra que os plásticos danificados pelo calor podem liberar inúmeros químicos tóxicos diretamente para a água.

O que fazer com a contaminação

As comunidades podem impedir que a contaminação da água se espalhe isolando canos danificados rapidamente. Sem o isolamento, a água contaminada pode se mover para outras partes do sistema de encanamento, dentro de um edifício ou até mesmo de um local para outro da cidade, causando mais contaminação.

A equipe ressalta que a lavagem dos canos danificados pelo calor nem sempre é eficaz para remover a contaminação. Os pesquisadores estimam que alguns canos de plástico devem ser lavados com água, ininterruptamente, por mais de cem dias para que se tornem novamente seguros para uso após o contato com o calor de incêndios em regiões próximas.

Eles recomendam, mesmo que a casa não tenha sido danificada, testar a água em poços particulares e linhas de serviço em caso de fogo na propriedade. Se houver contaminação, é preciso localizar e remover as fontes de contaminação do plástico danificado pelo calor. Alguns plásticos podem lixiviar lentamente produtos químicos, como o benzeno, ao longo do tempo – o que pode durar meses ou anos, dependendo da escala de contaminação e do uso de água. Ferver a água não é eficaz e pode liberar benzeno no ar.

Medidas para evitar a contaminação generalizada

As comunidades podem tomar medidas para evitar a contaminação da água potável em caso de incêndio. As empresas de água podem instalar válvulas de isolamento de rede e dispositivos de prevenção de refluxo, para evitar que água contaminada se mova de um prédio danificado para a rede de dutos.

As seguradoras podem usar os preços para incentivar os proprietários e as cidades a instalar canos de metal resistentes ao fogo em vez de plástico. Regras para manter a vegetação longe de caixas de medidores e edifícios também podem reduzir as chances de o calor atingir os componentes plásticos do sistema de água.

Uma fonte desconcertante de contaminação

A causa da contaminação da água potável após incêndios tem confundido as autoridades desde que foi descoberta em 2017. Após incêndios em 2017 e 2018, foram encontrados produtos químicos em redes de distribuição de água subterrâneas, alguns em níveis comparáveis ​​aos de resíduos perigosos. A contaminação não estava nas estações de tratamento de água ou nas fontes de água potável. Alguns proprietários encontraram contaminação da água potável em seus encanamentos.

Os testes revelaram que os compostos orgânicos voláteis (VOCs) atingiram níveis que representavam riscos imediatos à saúde em algumas áreas, incluindo os níveis de benzeno que excediam muito o limite de resíduos perigosos. O benzeno foi encontrado em um nível 8 mil vezes maior do que o limite federal para água potável e 200 vezes o nível que causa efeitos imediatos à saúde. Esses efeitos podem incluir tontura, dor de cabeça, irritação na pele e na garganta e até mesmo inconsciência, entre outros riscos.

Este ano, incêndios florestais provocaram a contaminação da água potável em pelo menos mais dois sistemas de água potável da Califórnia, e há testes ainda em andamento em outras comunidades. Alguns tipos comuns de canos de água potável são o HDPE, PVC, CPVC, PEX, PP e polibutileno. Os canos de metal são de chumbo, ferro e cobre.



Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×