Nepal retira 11 toneladas de lixo e recupera corpos no Everest

eCycle

Além dos resíduos deixados pelos alpinistas durante a temporada de primavera, equipes do Nepal também resgataram 4 corpos de escaladores

Alpinistas nepaleses recuperaram quatro corpos e recolheram cerca de 11 toneladas de lixo acumulado durante décadas no Monte Everest e em um acesso abaixo do acampamento-base. A ação foi o encerramento de uma iniciativa iniciada em abril para limpar a montanha mais alta do mundo.

Alpinistas que voltavam da montanha, de 8.850 metros, diziam que as encostas estavam repletas de excremento humano, cilindros de oxigênio usados, barracas rasgadas, cordas, escadas quebradas, latas e plásticos deixados pelos alpinistas, um constrangimento para um país que obtém renda valiosa das expedições ao Everest.

Esta é a maior campanha de limpeza da montanha já realizada - a primeira promovida pelo governo do Nepal. O projeto contou com um investimento de mais de US$ 200 mil - valor baixo, considerando que subir o Everest custa algo entre US$ 30 a 100 mil.

O lixo, assim como os corpos de escaladores que não resistem à subida, ficam soterrado debaixo da neve durante o inverno. No verão, quando a neve derrete, tudo isso se torna visível e é possível fazer o resgate das vítimas e recolher o lixo.

Uma equipe de limpeza de 20 sherpas (guias ou carregadores que ajudam os alpinistas) recolheu cinco toneladas de lixo em abril e maio, em vários campos situados acima do acampamento-base, e mais seis toneladas de áreas abaixo, disse Dandu Raj Ghimire, diretor-geral do Departamento de Turismo.

Os resíduos dessa última fase da operação serão transferidos à base do exército do Nepal no povoado de Namche Bazar, a 3.440 metros de altitude. De lá seguem para Katmandu, a capital do país, onde serão reciclados pela companhia especializada Doko Recycling.

Nos últimos anos, o Everest tem sido chamado de “a lixeira mais alta do mundo” pelas toneladas de equipamentos de escalada, cilindros de oxigênio e restos mortais de escaladores cujos corpos não são encontrados para resgate.

Em 2014, o governo do Nepal impôs aos alpinistas uma regra: devem voltar do cume com pelo menos oito quilos de resíduos. Antes de cada expedição, cada equipe deve pagar US$ 4 mil como depósito. O valor é reembolsado depois que o escalador entrega a cota de resíduos, mas muitas equipes acabam deixando o lixo na montanha.



Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail