São Francisco, nos EUA, proíbe a venda de água engarrafada

eCycle

Medida visa diminuir os desperdícios que afetam o meio ambiente

Garrafas PET de água

Os impactos do plástico para o meio ambiente são bem conhecidos. Ainda assim, é muito difícil imaginar o dia a dia sem ele. Em casa ou na rua podem ser encontrados vários objetos feitos a partir desse material. Atualmente, um costume muito disseminado, por exemplo, é a compra de água engarrafada.

Essa água, geralmente, vem em garrafas PET que acabam gerando grandes quantidades de lixo e poluição (veja mais). Consciente disso, a cidade de São Francisco, nos EUA, deu um passo a frente ao proibir a venda de garrafas com menos de 600 mL de água.

O Presidente do Conselho de Supervisores de São Francisco, David Chiu, é o responsável pela proposta, que demorou 9 meses para se tornar realidade. Essa medida faz parte do objetivo da cidade de diminuir o desperdício a zero até 2020.

A demora da aprovação dessa proibição ocorreu devido a vários motivos. Para diminuir a oferta de água engarrafada, a cidade deve conter uma boa infraestrutura de água potável para os cidadãos. Além disso, em eventos ou feiras de rua, a água engarrafada tem função bastante importante.

A ausência desse produto, contudo, não será imediata. Um período de quatro anos foi oferecido para as adaptações no setor que impactará não só as empresas fornecedoras, como também os operadores de caminhão e demais envolvidos na distribuição.

Apesar das dificuldades para implementação, posturas assim provocam reflexão. Uma pequena mudanças de hábito como sair com a sua própria garrafinha pode fazer grande diferença para a redução da produção de lixo e ainda diminuir consideravelmente os custos ao sair de casa.


Fonte: Greener Ideal


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail