Poluição de água é reduzida em barreira de corais que é patrimônio mundial

eCycle

Grande Barreira de Corais, localizada na Austrália, é alvo de ações para despoluição das águas desde 2009

Considerada como Patrimônio Mundial da Unesco, a Grande Barreira de Corais, localizada na Austrália e com uma extensão equivalente ao território do Japão, está correndo risco de extinção, principalmente devido à baixa qualidade da água. A boa notícia, segundo o ministro do meio ambiente do Estado de Queensland, Andrew Powell, é que o risco diminuiu devido a algumas ações governamentais tomadas desde 2009. 

Caso as medidas não surtissem efeito, a Unesco ameaçava rebaixar o local para a classificação de Patrimônio Mundial em Perigo. Powell apresentará seu informe numa reunião no Qatar ao final de junho. O relatório afirma que houve reduções em poluentes-chave e no escoamento de sedimentos e pesticidas devido à implementação de novas práticas de gestão da terra. Pesticidas foram reduzidos em 28% e nitrogênio em 16% nas áreas do recife.

Mesmo com as melhorias, ainda é necessário tomar mais medidas para livrar a Grande Barreira de Corais de riscos. O relatório focou em questões relativas à qualidade da água, mas há danos relacionados ao desenvolvimento portuário ligado à mineração, o que, segundo especialistas, pode acelerar a morte do coral. Em dezembro passado, a expansão de um porto de carvão foi aprovada na região, o que irá proporcionar o despejo de milhões de toneladas de dejetos nas águas do parque subaquático.

A ONG WWF criticou o relatório pelo fato de ele não conseguir mostrar, de forma objetiva, o que é preciso fazer para salvar o coral.

Veja também:
-“Biorock” recupera recifes de corais na Indonésia
-Mudanças climáticas colocam corais em risco


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail