Ferramenta do Google permite escrever poemas inspirados na mente e na obra de poetas clássicos

eCycle

Faltou inspiração? Conheça o Verse by Verse, sistema de IA do Google que ajuda você a compor poemas em minutos

verse by verse
Imagem de Peter Olexa no Pixabay

Verse by Verse é a nova ferramenta de inteligência artificial do Google que se inspira na obra e no estilo de grandes poetas para ajudar você, aspirante a escritor, a escrever seus próprios versos. Já houve quem dissesse que os avanços da tecnologia levariam a transformações profundas em todos os campos e profissões, exceto naqueles que exigem criatividade humana. Afinal, máquina nenhuma seria capaz de substituir a inventividade e as habilidades imaginativas, atributos exclusivos da natureza humana. Ou seria?

O sistema inteligente do Verse by Verse poderia plantar essa dúvida mesmo nas mentes mais desconfiadas ou conservadoras. Em 1966, o poeta norte-americano Laureate James Dickey disse que era preciso escrever 150 rascunhos de um poema para acertá-lo e outros cinquenta para fazê-lo soar espontâneo. Se ele vivesse hoje, certamente o Verse by Verse o levaria a mudar de ideia.

Com a ferramenta do Google, Dickey conseguiria obter 150 rascunhos em poucos minutos com meros 150 cliques de uma tecla e, com 50 cliques adicionais, esculpir suas passagens iniciais no estilo grandioso de seus colegas literatos. O Verse by Verse é um sistema alimentado com milhares de obras de poetas clássicos de língua inglesa e treinado para escrever os próprios poemas, emulando a gramática e o estilo dos grandes mestres da poesia.

Como funciona

Ao abrir a ferramenta, você poderá selecionar três dos 22 poetas sugeridos, como Emily Dickinson, Robert Frost, Paul Laurence Dunbar e Edgar Allan Poe, para se inspirar. Em seguida, deverá escolher o tipo de estrofe (quadra, dístico ou verso livre), métrica ou número de sílabas de cada verso (de 4 a 12) e o esquema rítmico do poema (ABAB, AABB, ABBA ou ABCB). Automaticamente, a ferramenta gerará um poema pronto, nos moldes estabelecidos pelo usuário.

No nosso teste, inspirado em Emily Dickinson, Walt Whitman e Edgar Allan Poe, o poema automático ficou assim:

I had the music of a sunny summer day,
Expressing an immortal glory in my heart;
Whether to this immortal state I seem to pray,
Another on thy bosom may my song depart.
Escolhemos a versificação em 12 sílabas, estrofe em quadra e esquema ABAB.

Se preferir, você pode partir para as próximas opções da ferramenta e incluir a primeira linha do poema. A partir dela e das especificações selecionadas anteriormente, o Verse by Verse sugere alguns versos para compor o restante da estrofe.

De acordo com Dave Uhtus, engenheiro do Google, o sistema foi treinado para ter uma compreensão semântica geral de quais versos seguiriam melhor a linha anterior. Portanto, mesmo que você escreva sobre tópicos pouco comuns na poesia clássica, o sistema fará as sugestões mais relevantes. Segundo a empresa, a ferramenta não foi elaborada para substituir a criatividade humana, mas para lhe servir de inspiração. Para uma experiência totalmente personalizada, o usuário pode solicitar novas sugestões e ajustar os versos gerados pela ferramenta da maneira como desejar. No final, também é possível escolher uma arte para compartilhar o seu poema nas redes sociais ou com seus amigos.

O Verse by Verse está disponível em inglês, é gratuito e fácil de usar. Acesse: sites.research.google/versebyverse/



Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×