Espuma para embalagens feita de milho se dissolve na pia

eCycle

Chamado de Green Cell Foam, material permite que consumidores mandem os resíduos de suas embalagens por água abaixo - e sem impactos ambientais

Poucas coisas são mais frustrantes para quem pratica o consumo consciente do que receber um produto embalado com várias camadas de isopor ou outros tipos de espuma. Além de aumentar o lixo plástico, o isopor também é volumoso e espalha pedacinhos brancos por toda a casa. Foi pensando em soluções para esse problema que a KTM Industries criou a Green Cell Foam, uma espuma verde biodegradável feita de milho e que se dissolve na água.

Embora exista desde 2002, a Green Cell Foam começa a ganhar popularidade agora, com a pressão crescente por produtos e embalagens que sejam sustentáveis. A Perdue Farms, uma espécie de açougue on-line recém-lançado, adotou a espuma verde como parte de seu modelo de negócios, anunciando que seus produtos congelados serão enviados aos consumidores em embalagens 100% recicláveis. O anúncio da empresa explica: "O isolamento de espuma é feito de amido de milho solúvel em água, que pode ser compostado ou mesmo desintegrado com segurança na água corrente da pia da cozinha."

Segundo a KTM Industries, fabricantes da espuma, substituir as embalagem de isopor pela Green Cell Foam oferece flexibilidade e conveniência nas opções de descarte para qualquer tipo de embalagem e vai além da reciclagem.

O produto já é certificado pela USDA e é 100% compostável, além da opção de dissolver pedaços grandes em um balde de água ou até mesmo "colocar pequenos pedaços na pia e ver 'derreter' com segurança em menos de 60 segundos”. "A espuma verde é segura para drenos, fossas sépticas e centros de tratamento de resíduos", explica a empresa.

A Green Cell Foam, segundo a fabricante, “demanda 70% menos energia e emite 80% menos gases de efeito estufa do que as espumas à base de petróleo". O produto também queima de maneira limpa e segura em lareiras, fogueiras e usinas elétricas - podendo funcionar como eventual combustível.

Apesar de não ser novo, o material parece ter começado a entrar no radar dos departamentos de sustentabilidade de empresas que lidam com um grande volume de entregas. Além da Perdue Farms, no ano passado as marcas Jenny Craig, Crowd Cow e a NIKU Farms do Canadá também adotaram a embalagem. O custo benefício ambiental parece ser a explicação.



Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×