Como reduzir o desperdício de alimentos com 21 dicas

eCycle

Comece, agora a mesmo, a zerar o desperdício de alimentos na sua casa

como reduzir o desperdício de alimentos
Imagem editada e redimensionada de FOODISM360, está disponível no Unsplash

Estima-se que um terço de toda a comida produzida no mundo é jogada fora. Isso significa um bilhão de toneladas de alimentos - quantidade quatro vezes maior que a necessária para acabar com a fome no planeta. Sem levar em conta as sobras de comida que poderiam ser reaproveitadas, as más condições de logística, transporte e armazenamento também contribuem para o desperdício.

Qual o preço do desperdício de alimentos?

Alimentos custam caro para serem produzidos e distribuídos. Em geral, é preciso que haja desmatamento para o cultivo de uma área, uso de fertilizantes à base de nitrogênio (que são bem danosos ao meio ambiente), e utilização de combustíveis fósseis em máquinas agrárias e no transporte, além do alto consumo de água doce para irrigação.

Obviamente, temos que nos alimentar para nos mantermos vivos, mas podemos reduzir o desperdício dos alimentos e beneficiar outras pessoas (que vivem em insegurança alimentar) e o meio ambiente (diminuindo a quantidade de lixo orgânico em aterros sanitários e lixões).

Veja neste guia 21 dicas simples para evitar o desperdício de alimentos:

1. Lista de mercado

Fazer uma lista dos itens que faltam na sua casa contribui de uma forma simples para a redução do desperdício de alimentos. Assim você evita ser pego de surpresa por propagandas e compras por impulso.

2. Faça mercado com frequência

Faça compras com mais frequência - essa forma pode ajudar você a adquirir apenas o necessário, evitando o estoque de alimentos que acabam estragando.

3. Resto de ontem

Nunca jogue fora a comida que restou. Embora essa dica seja um tanto quanto rejeitada, ela é essencial para evitar o desperdício. Sempre que sobrar comida, guarde na geladeira em pequenos potinhos e complemente sua próxima refeição com as sobras.

4. Potes transparentes

Na hora de guardar a comida que sobrou, escolha potes transparentes. Essa atitude simples permite que você se lembre que determinado alimento está guardado. Caso contrário, você pode acabar se esquecendo e a comida estragar.

5. Congelados

Certos alimentos não podem ficar muito tempo em temperatura ambiente ou sob calor. Em vez de perdê-los, por que não congelá-los e utilizá-los quando for conveniente para uma receita específica? Veja o período que certos alimentos duram enquanto congelados.

6. Faça suco ou sopa

Comprou mais frutas ou legumes do que deveria? Renove o cardápio e faça sucos e sopas de entrada - são nutritivos e alimentam.

7. Ajude quem passa fome

Antes de jogar a comida fora, pare e pense que tem uma pessoa que está passando fome. Se tem algum alimento sobrando e que esteja apropriado para consumo, passe adiante para alguém que não tem o que comer.

8. Economize

Quem nunca foi a um restaurante e ficou hipnotizado pela variedade de comidas deliciosas? Na gíria popular, "o olho fica maior que a barriga". Mas isso é um problema, pois acabamos deixando grandes quantidades de comida no prato, que vão parar no lixo. Pense duas vezes na hora de se servir. Você economizará financeiramente e evitará desperdícios.

O desperdício de alimentos é um problema maior do que muitas pessoas imaginam. Quase um terço de todos os alimentos produzidos no mundo é descartado ou desperdiçado por várias razões. Isso equivale a quase 1,3 bilhão de toneladas por ano (confira aqui estudo a respeito: 1).

9. Reduza a quantidade de lixo orgânico

Reduza a quantidade de restos de comida jogada no lixo. Faça sua própria compostagem caseira e utilize o húmus resultante para adubar seu jardim. Assim, você contribui para a diminuição da geração de lixo orgânico, evita poluição da atmosfera e demanda por aterros.

10. Armazene os alimentos corretamente

O armazenamento inadequado leva a uma enorme quantidade de desperdício de alimentos. Muitas pessoas não sabem como armazenar frutas e legumes corretamente, o que pode levar ao amadurecimento prematuro e, eventualmente, ao apodrecimento.

Batatas, tomates, alho, pepinos e cebolas, por exemplo, nunca devem ser refrigeradas. Esses itens devem ser mantidos à temperatura ambiente.

Separar alimentos que produzem mais gás etileno daqueles que não produzem é outra ótima maneira de reduzir a deterioração dos alimentos. O etileno promove o amadurecimento dos alimentos e pode levar à deterioração.

Os alimentos que produzem gás etileno durante o amadurecimento incluem:

Mantenha esses alimentos longe de produtos sensíveis ao etileno, como batatas, maçãs, verduras, frutas e pimentões para evitar deterioração prematura.

11. Aprenda a conservar

Embora você possa pensar que fermentação e decapagem (conservar no vinagre e/ou salmoura e óleos) são modismos, técnicas de preservação de alimentos como essas são usadas há milhares de anos. A decapagem, um tipo de método de preservação usando salmoura ou vinagre, pode ter sido usada já em 2400 a.C. (confira aqui estudo a respeito: 2).

Decapagem, desidratação, conservas, fermentação, congelamento e cura são todos os métodos que você pode usar para fazer com que os alimentos durem mais, reduzindo o desperdício. Esses métodos reduzirão sua pegada de carbono e farão com que você economize dinheiro. Além disso, a maioria das técnicas de preservação é simples e pode ser divertida.

12. Não seja perfeccionista

Você sabia que vasculhar uma caixa de tomates até encontrar o mais perfeito contribui para o desperdício de alimentos? Embora sejam idênticas em sabor e nutrição, as chamadas frutas e verduras “feias” são deixadas de lado por produtos mais agradáveis ​​aos olhos.

A demanda do consumidor por frutas e legumes impecáveis faz com que supermercados comprem apenas os produtos perfeitos dos agricultores. Isso faz com que toneladas de alimentos em bom estado sejam desperdiçados. É um problema tão grande que grandes redes de supermercados, como Walmart e Whole Foods, começaram a oferecer frutas e legumes "feios" com desconto, na tentativa de reduzir o desperdício.

13. Mantenha a geladeira organizada

Embora ter uma geladeira bem abastecida possa ser uma coisa boa, uma geladeira cheia demais pode ser ruim quando se trata de desperdício de alimentos. Ajude a evitar que os alimentos estraguem, mantendo a geladeira organizada para que você possa ver claramente o que tem dentro dela.

Uma boa maneira de abastecer sua geladeira é usar o método “primeiro a entrar, primeiro a sair”. Quando você compra uma nova caixa de frutas, coloque a embalagem mais recente atrás da antiga. Isso ajuda a garantir que alimentos mais velhos sejam usados, não desperdiçados.

14. Coma a casca

As pessoas costumam remover a casca dos alimentos. É uma pena, porque muitos nutrientes estão localizados na camada externa dos vegetais. Pesquisadores identificaram um grupo de compostos presentes nas cascas de maçã chamados triterpenoides. Eles atuam como potentes antioxidantes no corpo e podem ajudar a prevenir o câncer (confira aqui os estudos a respeito: 3, 4). Saiba mais sobre esse tema na matéria: "Tudo o que você precisa saber sobre as cascas dos alimentos".

15. Use as sementes

Se você costuma cozinhar abóboras, procure lembrar o que você fez com as sementes da última abóbora que preparou. Jogou fora? Não faça isso! Elas são muito ricas em magnésio, um mineral importante para a saúde do coração e do sangue e ajuda a controlar a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangue (confira aqui estudos a respeito: 5, 6). Para reaproveitá-las lave-as e deixe secar no forno em fogo baixo. Use também as sementes de jaca, melancia e maracujá. Saiba como nas matérias: "Semente de maracujá faz bem para a saúde", "Esfoliante de semente de maracujá acalma e hidrata a pele", "Semente de melancia: benefícios e como assar". "Semente de jaca tem proteína e substitui chocolate no cappuccino".

16. Misture

Fazer um smoothie cheio de nutrientes pode ser uma maneira deliciosa de reduzir o desperdício de alimentos. Embora o caule, as extremidades e as cascas dos alimentos possam não ser apetitosos e como a poupa, adicioná-los a um smoothie é uma maneira de aproveitar seus nutrientes.

Os caules de verduras como couve e acelga são ricos em fibras e nutrientes, assim comas as sobras de beterraba, morangos e cenouras.

Outros itens que de outra forma seriam descartados também podem ser jogados em uma mistura nutritiva, incluindo cascas de frutas e vegetais, ervas murchas, bananas maduras e talos de brócolis picados.

17. Faça um caldinho

Use cascas de frutas cítricas, maçãs pepinos, cebolas, tomates e batata para fazer caldinhos doce e salgados. A casca concentra a maior parte de compostos ativos e minerais. A água do cozimento de leguminosa como feijão e grão-de-bico podem virar aquafaba. Saiba mais sobre esse tema nas matérias: "Usos e benefícios do chá de casca de cebola", "Aquafaba: benefícios, receitas e como fazer", "Como reutilizar a água de cozimento?".

18. Composte, se puder

Compostar os restos de alimentos como cascas e caules é uma maneira de transformar resíduos em adubo para as plantas. E isso é possível até mesmo para quem mora em apartamento. Descubra como começar a compostar na matéria: "O que é compostagem e como fazer".

19. Faça sua marmita

Embora possa ser agradável almoçar com colegas de trabalho ou fazer uma refeição em seu restaurante favorito, isso também é caro e pode contribuir para o desperdício de alimentos.

Uma maneira útil de economizar dinheiro e reduzir sua pegada de carbono é levar seu almoço para o trabalho.

20. Seja criativo na cozinha

Um dos grandes prazeres de cozinhar sua própria comida é que você pode preparar as receitas ao seu gosto, adicionando novos sabores e ingredientes. A inclusão de partes de alimentos que geralmente não são usadas é uma excelente maneira de evitar desperdício.

Talos e outras partes vegetais ficam ótimos assados ou salteados. Preparar um pesto fresco feito com talos de brócolis, tomate, espinafre ou manjericão murcho é uma maneira criativa de adicionar um toque saboroso aos pratos favoritos.

21. Mime-se

Se você deseja economizar, evitando produtos químicos potencialmente nocivos encontrados em alguns produtos para a pele, tente preparar uma esfoliação ou máscara em casa.

Os abacates são ricos em gorduras saudáveis, antioxidantes e vitamina E, o que os torna um complemento perfeito para uma máscara facial natural (confira aqui estudo a respeito: 6). A borra de café também tem um efeito incrível na pele, e ajuda a reduzir a aparência da celulite. Saiba mais sobre esse tema matéria: "Borra de café: 13 usos incríveis".


Adaptado de Healthline

Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail