Festival Path reúne diversidade, inovação e criatividade na capital paulista

eCycle

Programação inclui shows, palestras, filmes e feiras em vários pontos do bairro de Pinheiros

A 6ª edição do evento de inovação e criatividade do Brasil terá mais de 500 horas de conteúdo variado, como palestras sobre comportamento, tecnologia, urbanismo, cannabis, literatura; workshops artísticos; shows; feiras de games, de gastronomia, de robótica e de empreendedorismo; cinema e happy hours. As atividades acontecem simultaneamente, em diferentes pontos do bairro de Pinheiros, como no Instituto Tomie Ohtake, na Fnac e na Escola Britânica de Artes Criativas (EBAC).

O mote do Festival Path de 2018 é Ideias que trocam ideias. Neste sentido, o próprio espaço do evento – em que tudo acontece ao mesmo tempo, num circuito em Pinheiros que pode ser feito todo a pé – cria um ambiente propício para as trocas e conexões.

Nesta edição, e pelo terceiro ano consecutivo, haverá palestrantes compartilhando seus conhecimentos em mais de 300 palestras.

Veja alguns destaques da programação

Palestras

Feminismo e LGBTQ+ na Cultura Pop: os participantes do painel formado pela cantora pop Geo., pela psicóloga e educadora social Mayra Ribeiro, pelo escritor LGBT Alexandre Rabelo e pelo blogger e jornalista Ali Prando pretendem se debruçar e revirar videoclipes, letras de músicas e fatos biográficos e icônicos de artistas como Madonna, Beyoncé, Lady Gaga, Simone de Beauvoir, entre outras, pensando o que têm em comum e também em discordância com as filósofas feministas.

A potência do Vale do Silêncio: em contraponto ao Vale do Silício, um grande ponto de criação das tecnologias-chave, existe do lado de cá o Vale do Silêncio – periferias, morros e vielas – com capacidade de integrar suas estratégias de inovação nos territórios periféricos. Para discutir este tema, formam o painel Bruno Brigida, criador do clube de moda preta, Rouseanny Luiza, cientista social e fotógrafa, e Taissir Wilkerson Linhares Carvalho, fundador do Embarcar e ex-morador de uma comunidade ribeirinha no Pará.

Mi Casa, Su Casa: conheça o Movimento Coliving. A ideia de casas compartilhadas está atraindo muita gente, seja para economizar uma grana, conviver em grupo ou trocar ideias. Falam neste painel Samuel Gonzales, co-fundador da empresa Comida Sustentável, Pedro Araujo Mendes, educador, consultor e facilitador de processos de grupos, e Ana Laura Macedo, criadora da Casoca, um co-living do Rio de Janeiro.

Papai é Pop: é uma sessão literária onde o autor do best seller Marcos Pianger fala sobre o livro e conta suas histórias engraçadas.

Operando Bitcoin: Esta oficina dada por Fausto Vanin, renomado profissional da Transformação Digital e da Inovação, vai abordar um dos temas mais atuais e ensinar na prática como operar com esta moeda virtual.

Shows com entrada gratuita

Dona Onete: a paraense conhecida como a “diva do carimbo chamegado” se apresenta na Praça dos Omaguás.

Batekoo: é uma festa de produção independente que faz todo mundo dançar ao som de hip hop, funk, trap, twerk, kuduro.

Coutto Orchestra: é uma micro-big-band de Aracajú formada por três instrumentistas que misturam o maracatu de brejão, a taieira e o forró com gêneros musicais do mundo e elementos eletrônicos

Tássia Holsbach: a cantora e compositora mato-grossense, que se projetou com o sucesso “Tão bem”, relançado em parceria com a Vevo, mostra as canções de seu primeiro álbum solo intitulado Tássia.

Oficinas

Caligrafia Flat Pen: dado pelo designer com formação industrial Carlos Siqueira, esta oficina vai abordar letras e caracteres feitas à mão, passando por técnicas e a exploração da Flat Pen e novos materiais.

Stencil: esta oficina dada por Ricardo Tatoo, que esninará como desenvolver moldes stencil, técnicas de criação, corte e pintura nas técnicas de grafiti.

Lambe-lambe: o casal de ilustradores que assina seus trabalhos como Marmota Vs Milky vai ensinar como criar, produzir, recortar, escalonar, montar e colar fotografias, colagens ou ilustrações; também discute o papel do lambe-lambre como intervenção urbana.

Lettering: Karol Stefanini, designer, artista e blogueira, é quem dá esta oficina sobre os conceitos e técnicas da ret do lettering, espécie de escrita artística.

Feiras

Feira de Games: reúne estandes com desenvolvedores de games independentes, que contam com recursos próprios para criarem, testarem e distribuírem seus jogos.

Feira de Startups: espaço que vai reunir as empresas mais disruptivas e criativas do momento, como a Abaca$hi, um site e único aplicativo de vaquinhas online e financiamento coletivo, e MindMiners, empresa de tecnologia que faz pesquisa digital.

Feira Gastronômica: Foodtrucks com opções variadas de comida estarão estacionados na Praça dos Omaguás e Praça Prof Resende Puech das 12h00 às20h00, no sábado e domingo, 19/5 e 20/5.

Feira Maker: Com curadoria do estúdio Bolha, os geeks e os criativos vão poder usar equipamentos como circuitos, chips, sensores e impressoras #D e tirar suas ideias do papel e transformá-las em produtos.

Jardim Secreto Fair: há quatro anos, o evento reúne produtores independentes valorizando o trabalho manual, a economia criativa, o consumo consciente e a produção local.

Sala Startup Farm: espaço dedicado a empreendedores, com uma programação de bate-papos, mentorias e pitches.

Happy Hour: na cobertura do Centro de Convenções, em dois horários no sábado e domingo, 19/5 e 20/5, das 12h00 às 15h00, e das 19h00 às 21h00, acontecem os happy hours com música e cerveja, um momento de descontração na intensa programação do evento.

Serviço

  • Evento: Festival Path
  • Data: dias 19 e 20 de maio de 2018
  • Local: vários pontos do bairro de Pinheiros, na cidade de São Paulo - SP
  • Ingressos: a partir de R$149,00
  • Confira a programação completa

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail