Saiba quais itens não devem entrar em sua composteira doméstica

eCycle

Deixando certos alimentos e materiais de fora, a qualidade do processo e do adubo melhoram significativamente

Ao jogarmos todo e qualquer tipo de alimento na lixeira da cozinha podemos ser responsáveis pela contaminação de lençóis freáticos, sem contar a emissão de poluentes. Como? Alimentos ao se decomporem nos aterros sanitários ou lixões derivam em chorume e gás metano (CH4). No caso do chorume, a substância é capaz de contaminar lençóis freáticos se os locais de descarte não possuírem infraestrutura adequada e, em se tratando do gás metano, por tratar-se um poderoso gás de efeito estufa, agravar os problemas associados às mudanças climáticas. Mas esta situação pode estar está mudando. Hoje em dia é possível reciclar as embalagens (no que se recomenda higienização prévia), reaproveitar sobras para fazer outras receitas e, finalmente, compostar o que for possível, transformando resíduos em adubo para plantas e reduzindo as emissões de metano.

Por ser duplamente funcional, a composteira doméstica está se tornando uma realidade. No entanto, é preciso ficar atento ao bom funcionamento da tecnologia. Em caso de deposição de certos alimentos e outros materiais, é possível que haja desequilíbrio químico no interior das caixas de compostagem, o que pode atrair pragas indesejadas, mau cheiro e prejuízo as plantas. Para isso não acontecer, basta deixar certos itens de fora da sua composteira doméstica. Como alternativa a atirá-los simplesmente em sacos de lixo, a trituração pode ser uma alternativa. Caso não seja possível use sacos de lixo biodegradáveis (veja mais aqui sobre como reduzir seu lixo doméstico). Abaixo, fizemos uma lista do que não vai para composteira doméstica e que devem ser evitados em sua composteira doméstica do estilo vermicompostagem (não confundir com as composteiras elétricas):

Laticínios: qualquer derivado de leite não entra. Além do mau cheiro da decomposição, pode atrair organismos indesejados;

Nozes pretas: as nozes contêm juglone, um composto orgânico que é tóxico para alguns tipos de plantas;

Derivados de trigo: inclui massa, bolo, pão e qualquer outro alimento assado. Esses itens têm decomposição lenta em comparação com os demais e, em demasia, ainda atraem pragas;

A maioria dos tipos de papel: revistas, jornais, papéis de impressão, envelopes e catálogos são todos tratados com químicos pesados, geralmente branqueadores (que contêm cloro) e tintas que não são biodegradáveis. A reciclagem é a solução;

Carne: restos de frango, peixe e carne bovina são muito danosos para a composteira. A decomposição é demorada, causa mau cheiro e atrai animais;

Arroz: depois de cozido, o arroz se torna um perfeito ninho para as bactérias;

Serragem de madeira tratada: a serragem é boa para a funcionamento da composteira doméstica porque ajuda a absorver a umidade. No entanto, se a serragem for oriunda de algum tipo de madeira envernizada ou quimicamente tratada, os componentes químicos irão prejudicar as minhocas;

Resíduos de animais de estimação: apesar de se parecerem com fertilizantes naturais, esse resíduos podem conter parasitas e vírus, que trazem riscos potenciais às minhocas e às plantas;

Carvão vegetal: possui grandes quantidades de enxofre e ferro, que fazem mal para as plantas;

Plantas doentes: confira no seu jardim se alguma planta está com fungos ou com alguma outra doença contagiosa. Caso isso se confirme, não a coloque em sua composteira doméstica porque essas doenças podem se transferir para as plantas saudáveis;

Gorduras: alimentos gordurosos podem liberar substância que retardam a compostagem e prejudicam o composto.

Alho e cebola: têm decomposição muito lenta e trazem mau cheiro. Acabam desacelerando todo o processo de compostagem;

Cascas e polpa de frutas cítricas: por conta da acidez das frutas cítricas, as cascas acabam sendo responsáveis por desequilibrar o PH da mistura da terra, prejudicando as minhocas. Se você não sabe o que fazer com elas, veja aqui como fazer lasquinhas de laranja e geleia da casca de abacaxi.

Se quiser saber mais sobre o funcionamento de uma composteira doméstica, clique aqui.

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail