Fluorescente compacta é opção econômica e eficiente

eCycle

No entanto, consumidor deve ficar atento aos materiais perigosos que a compõe, principalmente na hora do descarte

A lâmpada fluorescente compacta foi criada para substituir a incandescente, conhecida pela "luz amarela" e o calor que emana quando acesa. Com maior tempo de vida útil e até quatro vezes mais energeticamente eficiente em comparação incandescente.Visando maior eficiência energética, os Ministérios de Minas e Energia, Ciência e Tecnologia, e Indústria e Comércio decidiram pela interrupção da produção das incandescentes a partir de 2016 (veja mais aqui).

No entanto, essas lâmpadas têm dois problemas. O primeiro é o seu descarte, já que se trata de um material de destinação complicada devido ao metal pesado mercúrio, um dos principais componentes da lâmpada. Poucos locais recebem este tipo de resíduo para a adequada descontaminação do item.

O segundo problema novamente tem relação com o mercúrio. Isso porque, caso a lâmpada seja manuseada de forma perigosa e se quebre, o metal pesado pode causar diversos problemas graves à saúde humana (veja mais aqui). No entanto, há tendência para que haja uma redução cada vez maior no uso do mercúrio para esse tipo de lâmpada. Segundo o engenheiro da fabricante FLC, todos os materiais danosos ao meio ambiente devem ser reduzidos futuramente (veja mais aqui).

Enquanto as lâmpadas LED, mais eficientes e recicláveis, não chegam com força no mercado, as fluorescentes são boa opção opção. Acompanhe abaixo como proceder para realizar a troca na sua casa:

Conheça as lâmpadas fluorescentes

As fluorescentes compactas funcionam da seguinte forma: a corrente elétrica é usada para excitar um revestimento de fósforo brilhante localizado dentro do bulbo. Nesse processo, a dissipação de energia é pequena (veja mais aqui);

Decida onde colocá-las

Não devem ser utilizadas em áreas em que são ligadas e desligadas com muita frequência. Por exemplo: se a sua luminária é ligada e desligada mais de 20 vezes em um período de um dia, o tempo de vida da mesma será reduzido. Se você possuir um dimmer (controlador da intensidade de luz) em casa e quiser instalar fluorescentes, certifique-se de adquirir modelos específicos;

Escolha o estilo de sua fluorescente

Ao contrário das incandescentes, você pode escolher a forma, tamanho, temperatura, cor, nível e brilho de sua fluorescente. Confira também as implicações de design das lâmpadas para decidir quais características do bulbo são boas para você;

Vá as compras

Está na hora de comprar suas lâmpadas fluorescentes compactas. Você encontra diversos modelos em lojas especializadas de lâmpadas ou então em supermercados.

Para encontrar o destino correto para sua lâmpada antiga, acesse a seção Postos de Reciclagem da eCycle, selecione "lâmpadas" e encontre o local mais próximo de você.


Veja também:


 

Comentários  

 
+1 #1 2013-07-01 18:26
Não, não é a melhor opção em eficiência e economia. Primeiro porque o consumo de qualquer produto não se mede somente do supermercado para a frente... Segundo porque contém uma significativa quantidade de componentes eletrônicos que não são recicláveis e possuem: selênio, tântalo, cobre, chumbo, vernizes, fenóis etc. Uma lâmpada fluorescente pesa dez vezes mais do que uma incandescente e polui mais na mesma medida. Por curiosidade, assistam "Obsolescência Programada" no youtube. Vejam este site
http://ultramegatiaguinho.blogtok.com/blog/15172//
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail