Projeto que pode ser discutido na COP22 pretende transformar até 2050 todos os edifícios em “net zero energy”

eCycle

Conheça as construções sustentáveis chamadas de net zero energy, que são autossuficientes energeticamente e contribuem para a redução de emissões

Eco Commercial Building
Eco Commercial Building

O Green Building Council Brasil e o WorldGBC pretendem discutir na Conferência do Clima de Marraquexe (COP22) um projeto para transformar até 2050 todos os edifícios em “net zero energy”. Isso significa que todos os empreendimentos, até essa data, deverão produzir sua própria energia, diminuindo a emissão de gás carbônico desde a sua construção até as operações. Saiba mais sobre net zero energy buildings aqui.

O lançamento do projeto converte em ação um comprometimento do World GBC e seus 74 Green Building Councils, incluindo o do Brasil, e 27 mil empresas membros em todo o mundo, para a redução de 6% na emissão de CO2 pelos edifícios, cerca de 84 gigatoneladas, por meio de net zero e reformas profundas, comprometimento realizado já na COP21 ocorrida em dezembro de 2015, em Paris.

Para que um edifício produza a sua própria energia existem diversos sistemas e tecnologias como painéis para energia solar fotovoltaica, energia eólica, por biomassa, térmica ou outra fonte renovável de microgeração elétrica. As mais utilizadas são as fotovoltaica e minicentrais eólica.

Edifícios e construções são responsáveis por mais de 30% das emissões globais de CO2. As estimativas da Agência Internacional de Energia (International Energy Agency - IEA) sugerem que o modelo atual de emissões provenientes do setor irá contribuir para o aumento de 6° C no aquecimento global. Dessa forma, edificações net zero são fundamentais para o setor reduzir 84 gigatoneladas das emissões de CO2, o equivalente a não construir 22 mil centrais de carvão até 2050, e manter o aquecimento global a menos de 2° C e até 1,5° C .

Anunciando o projeto na cúpula de negócios e clima em Londres, Terri Wills, CEO do WorldGBC disse: “O sucesso de nossas ambições de manter o aquecimento global entre 1,5° C ou 2° C dependerá da nossa habilidade de avançar com relação aos edifícios net zero – aqueles que geram energia limpa e não produzem emissões. Edifícios net zero serão uma contribuição definidora para nossos esforços de combater as alterações climáticas.“Reduzir a zero não será fácil, mas com a dedicação e expertise de nossos grupos e parceiros podemos criar um mercado interessante para edifícios altamente eficientes e torná-los a nova realidade”.

Objetivos em longo prazo incluem:

  • Todos novos edifícios e grandes reformas devem ser net zero, começando em 2030, o que significa que nenhum edifício deve ser construído abaixo do padrão net zero a partir de 2030, 100% dos edifícios devem ser net zero até 2050.
  • Treinamento em construção net zero para 75 mil profissionais até 2030, e para 300 mil até 2050.
  • Todos os Green Building Councils que operam certificações terão uma ferramenta net zero funcionando até 2030. Apesar de o projeto focar inicialmente em certificação e treinamento, o que se espera é estimular empresas e governos a adotarem objetivos ambiciosos com relação a edifícios net zero.

No projeto, os Green Building Councils participantes irão desenvolver planos de ação para verificar a viabilidade de uma certificação para net zeros (podendo ser um programa separado ou adicionado a certificações existentes, como o Green Star).

Estádio do Mineirão
Estádio do Mineirão

No Brasil, alguns empreendimentos já são considerados net zero energy, mas para debater e tornar o tema mais próximo de nosso mercado, a construção sustentável e essa modalidade de empreendimento serão temas do evento Greenbuilding Brasil 2016 – Conferência Internacional e Expo, que acontece em São Paulo, de 9 a 11 de agosto.

Catuçaba Ecovila
Catuçaba Ecovila

“Reconhecemos a importância de acelerar as discussões sobre edificações net zero com as empresas associadas, respeitando os compromissos assumidos durante a COP Paris junto ao WGBC e demais Green Building Councils, em direção ao avanço das edificações net zero. Vale ressaltar que já temos cases de grande importância para o país, como o Eco Commercial Building, a Catuçaba Ecovila e o Estádio do Mineirão”, comenta Maíra Macedo, Coordenadora de Relações Institucionais e Governamentais no Green Building Council Brasil, organizador do evento.

Além desses, a programação da Greenbuilding Expo vai levar os visitantes para roteiros técnicos em outros prédios e comércios paulistas construídos sob os conceitos de sustentabilidade e geração eficiente de energia.

Sobre a Greenbuilding Brasil 2016

Promovida pelo GBC Brasil, a Greenbuilding Brasil Conferência Internacional & Expo é considerada o mais importante evento do setor de construção sustentável da América Latina. Seu objetivo é fornecer conteúdos relevantes sobre o assunto para o mercado através de três iniciativas: exposição, conferência e visitas técnicas. destinado a arquitetos, associações e instituições socioambientais, construtores e contratantes, designers, engenheiros, entidades governamentais, incorporadores e instituições financeiras, o evento chega a sua sétima edição no país em 2016 e será realizado nos dias 9, 10 e 11 de agosto, no SP Expo Exhibition & Convention Center, em São Paulo.

Serviço

  • Greenbuilding Brasil Conferência Internacional & Expo 2016
  • Data: 9 a 11 de agosto de 2016
  • Horário da Exposição: 10h às 20h
  • Horário do Congresso: 9h30 às 18h30
  • Local: SP Expo Exhibition & Convention Center.
  • Endereço: Rodovia dos Imigrantes, s/n - Vila Água Funda, São Paulo
  • Para saber mais sobre as palestras que ocorrerão no evento, clique aqui.
  • Inscreva-se e faça seu credenciamento no site da GBC Brasil!

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail