Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

A árvore de Natal é um dos símbolos mais famosos do feriado natalino, mas ele tem certo lados negativos para o meio ambiente

Árvore de Natal é um dos grandes símbolos do dia do natal. Essas árvores costumam ser pinheiros enfeitados com pequenos ornamentos e luzes, que podem ser posicionadas dentro ou fora de casa. Apesar de serem comumente associadas ao cristianismo, as árvores de Natal têm um histórico bem mais antigo.

Em várias culturas as árvores perenes eram usadas como formas de se proteger ou de celebrar a vida. Os antigos egípcios, chineses e hebreus costumavam usar as árvores como forma de simbolizar a vida eterna. Enquanto os pagãos europeus costumavam adorar as árvores perenes, uma característica que sobreviveu a sua conversão ao cristianismo.

Ao serem convertidos ao cristianismo, os europeus passaram a utilizar as árvores perenes todo o ano novo, como uma forma de espantar o demônio de suas vilas e abrigar os pássaros durante o Natal. 

Árvore de Natal alemã

No entanto, foi na Alemanha que surgiu a árvore de Natal como se conhece hoje. Os alemães surgiram com a ideia devido a uma peça medieval popular, de Adão e Eva, que apresentava uma árvore perene como a “árvore do paraíso”. Logo, todo dia 24 de dezembro, os cidadãos do país costumavam montar uma árvore do paraíso em sua casa em homenagem ao dia de Adão e Eva.

Era comum que se pendurasse hóstias na árvore, pois ela é símbolo cristão da redenção. Porém, esse símbolo logo foi substituído por bolachas de vários formatos. Velas também eram usadas para simbolizar a luz do mundo, assim como a pirâmide de Natal. A pirâmide de Natal era uma construção triangular usada para guardar estatuetas festivas da época. 

Um pouco depois, no século XVI, tanto a árvore do paraíso quanto a pirâmide de Natal se fundiram, e aí surgiu a árvore de Natal. O costume foi popularizado pelos luteranos no século XVIII e se tornou uma tradição alemã.

Tradição da árvore de Natal 

O príncipe  alemão Albert, marido da rainha Vitória, foi responsável por popularizar a árvore de Natal vitoriana, que era decorada com brinquedos, pequenos presentes, velas, doces, pipoca e bolos. 

Não demorou muito para que a árvore de Natal se tornasse moda no mundo todo. Com alemães levando a tradição para a américa do norte. Assim, missionários do cristianismo também foram responsáveis por levar a cultura para regiões do oriente, como China e o Japão. Esses países adicionaram aos ornamentos pequenos designs de papel.

Árvore real  

Existe um grande dilema quando se fala de ter sua própria árvore de Natal. Isso porque algumas culturas defendem fielmente o uso de um pinheiro real, enquanto outras preferem  árvores de plástico. Em ambas as opções, existe um impacto negativo da tradição no meio ambiente.

Por exemplo, nos Estados Unidos é comum que a árvore de Natal seja um pinheiro de verdade. Esses pinheiros são cultivados durante o ano, e cortados ao final dele, para serem vendidos. No entanto, apesar de parecer uma ideia agradável, a produção dessas árvores reais deixa para trás uma trilha de estragos.

Para o cultivo de uma árvore de Natal verdadeira, são usados helicópteros, caminhões e outras grandes máquinas utilizadas para transportarem o produto sem danos. Todo esse processo libera uma quantidade de carbono significativa. Carbono esse que se acumula na atmosfera, e contribui para o efeito estufa. Isso sem falar no uso do pesticida envolvido nessa produção. 

Árvore de plástico

Já no caso da árvore de Natal de plástico não é preciso muito para entender. A sua composição contém plástico e metal, materiais que são derivados de fontes de energia não renováveis, como o petróleo. Além disso, combinados, esses componentes demoram séculos para se decompor na natureza.

No Brasil, o uso das árvores de Natal de plástico é bem mais comum. Em dezembro é normal ver as lojas cheias das mais belas árvores artificiais de Natal. Do rosa ao branco, até a neve falsa nos galhos, essas opções de enfeites são repletas de plástico, e nada sustentáveis.

O uso prolongado desse ornamento pode evitar o impacto nocivo no meio ambiente por algum tempo, mas não para sempre. Isso apenas contando com os danos causados pelo descarte da árvore de Natal de plástico, afinal, a sua produção também é responsável pela emissão global de cerca de 10%  dos gases de efeito estufa todo ano.

5 opções eco-friendly de árvore de Natal

Seu Natal não vai acabar se você optar por não utilizar nenhuma dessas opções comuns de árvore de Natal. Na verdade, é possível construir a sua própria árvore de Natal de forma mais sustentável, reutilizando materiais que você achar em casa.

Árvore de Natal de pallet

Essa é uma boa opção para quem tem uns pedaços de madeira sobrando em casa. A madeira de pallet costuma ser encontrada nas caixas de feira, que acabam sobrando no fim do dia. Com bastante dedicação, criatividade e ferramentas certas, qualquer pessoa pode construir sua própria árvore de Natal 2D.

Se você quiser pendurar alguns enfeites na árvore de Natal, basta fazer alguns furos com prego. Assim, fica bem fácil pendurar uma bola, uma meia, um laço e até uma estrela na sua árvore de Natal de pallet. Confira no vídeo a seguir como fazer sua própria árvore:

Bonsai de Natal

Já pensou em cultivar a sua própria árvore de Natal, mas em miniatura? Essa é uma alternativa para os amantes da jardinagem, principalmente aqueles que são apaixonados por bonsais. É possível crescer a sua própria árvore em miniatura em um vaso, dentro de casa!

Antes de começar a plantar, é preciso pesquisar quais são os pinheiros que podem ser transformados em bonsais e como cuidar deles. Assim, é possível ter sua árvore de Natal em miniatura até o dia do feriado. Porém, se você ainda não se garantir na jardinagem, é possível comprar o bonsai pronto, para receber cuidados e os enfeites de Natal.

Confira no vídeo a seguir quais árvores podem ser transformadas em Bonsais:

Árvore de Natal de papel

Você gosta de origamis e tem muitos jornais e revistas sobrando em sua casa? Então essa talvez seja uma ótima chance de reciclá-los. Sua árvore de Natal pode ser feita com papel encontrado em revistas ou em papelarias, o tamanho depende do seu esforço.

Essa alternativa é ótima para professores, que querem falar com seus alunos sobre o Natal e ainda ensiná-los sobre o meio ambiente. A árvore de Natal de papel, quando bem cuidada, pode durar um Natal inteiro. E mesmo ao final das festas, ela pode ser descartada no lixo reciclável.

Confira no vídeo a seguir como fazer uma árvore de natal de papel:

Árvore de Natal de papelão

O papelão também é uma ótima alternativa para montar sua árvore de Natal. Assim como a de papel, a árvore de papelão pode dar um novo significado para um material que seria descartado, e aproveitá-lo por mais tempo. O tamanho da sua árvore de papelão depende apenas da sua criatividade e da sua vontade.

Confira a seguir o vídeo que ensina a fazer a árvore de Natal de papelão:

Garrafa PET

Apesar de não ser saudável, o refrigerante é uma bebida comum no Brasil. Um dos resíduos deixados por essas bebidas são as garrafas de plástico PET, que muitas vezes acabam no lixo sem nenhum uso. Usar essas garrafas para a criação de uma árvore de Natal pode ser uma ótima oportunidade. Apesar de serem mais complexas de se fazer, o material é bem comum de achar, já que está presente diariamente na vida das pessoas.

Confira a seguir um tutorial de como fazer sua árvore de Natal de garrafa PET: