Noradrenalina: o que é e como age no corpo humano?

eCycle

Conheça os efeitos da noradrenalina no organismo e como ela atua sobre nosso humor, sono, ansiedade e concentração

noradrenalina
Imagem de no Pixabay

A noradrenalina, ao lado da serotonina, dopamina e adrenalina, é uma das monoaminas que agem no controle do humor, depressão, ansiedade, sono e capacidade de se concentração. Também chamada de norepinefrina, a noradrenalina é uma substância liberada na corrente sanguínea pela glândula suprarrenal como resposta ao estresse de curta duração, por exemplo, em reação de luta ou fuga diante de uma situação de ameaça.

A noradrenalina é o principal neurotransmissor dos nervos simpáticos no sistema cardiovascular. É liberada também na fenda sináptica pelos neurônios noradrenérgicos. Além disso, ela atua sobre o sistema nervoso cardiovascular, elevando o fluxo sanguíneo e os batimentos cardíacos. A substância faz parte da família das catecolaminas, agindo no corpo como neurotransmissor e hormônio, sendo precursor endógeno da adrenalina.

Essa substância tem relação com o estágio de mania, uma das fases características do transtorno bipolar. Pessoas que desenvolvem o transtorno bipolar apresentam um quadro de mudanças graves e abruptas de humor, ora em euforia, ora em depressão profunda. Algumas pessoas com TDAH ou depressão podem, nesses casos, tomar medicamentos que estimulem ou aumentem a liberação de noradrenalina. Além disso, o composto químico também pode ser eficaz para tratar pressão sanguínea perigosamente baixa e choque séptico.

Em relação à epinefrina, que é produzida e armazenada principalmente nas glândulas adrenais, a noradrenalina é armazenada em pequenas quantidades no tecido adrenal. Seu principal local de armazenamento e liberação são os neurônios do sistema nervoso simpático (um ramo do sistema nervoso autônomo). Assim, ela funciona principalmente como neurotransmissor, tendo alguma função como hormônio.

Nos vasos sanguíneos, ela provoca vasoconstrição (estreitamento dos vasos sanguíneos), o que aumenta a pressão arterial. A pressão arterial é ainda mais elevada pela noradrenalina como resultado de seus efeitos no músculo cardíaco, que aumentam a produção de sangue do coração. A noradrenalina também atua aumentando os níveis de glicose no sangue e os níveis de ácidos graxos livres circulantes.

Quimicamente, a noradrenalina e a epinefrina são muito semelhantes. No entanto, a epinefrina atua nos receptores alfa e beta, enquanto a norepinefrina só funciona nos receptores alfa. Receptores alfa são encontrados apenas nas artérias. Os receptores beta estão no coração, pulmões e artérias dos músculos esqueléticos. É essa distinção que faz com que a epinefrina e a noradrenalina tenham funções ligeiramente diferentes.

Noradrenalina no corpo humano

Efeitos da noradrenalina:

  • Aumento dos níveis de açúcar no sangue.
  • Aumento da frequência cardíaca.
  • Aumento da contratilidade.
  • Estreitamento dos vasos sanguíneos, o que aumenta a pressão arterial.

Baixos níveis de noradrenalina estão associados a:

O estresse crônico, a má nutrição e a ingestão de certos medicamentos, como o metilfenidato (Ritalina), podem tornar o organismo menos sensível à noradrenalina, passando a produzi-la em menor quantidade.

Altos níveis de noradrenalina podem causar:

Algumas condições médicas fazem com que as pessoas apresentem excesso de noradrenalina, como o estresse contínuo. Por isso, é importante ficar atento e evitar a recorrência de episódios estressantes. Busque orientação profissional caso apresente alguma condição associada.



Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×