O que é preciso saber sobre os alimentos ricos em enxofre

eCycle

Os alimentos ricos em enxofre podem causar efeitos colaterais, mas também apresentam benefícios

alimentos ricos em enxofre
Imagem editada e redimensionada de Cyrus Crossan, está disponível no Unsplash

O enxofre é um dos principais elementos da atmosfera. Mas ele também está presente no solo em que são cultivados os alimentos e desempenha um papel importante no organismo, incluindo a construção e reparação de DNA e a proteção das células contra danos. Assim, incluir alimentos ricos em enxofre na dieta é vital para a saúde (confira aqui estudo a respeito: 2). Entretanto, algumas pessoas relatam sentir-se melhor ao eliminar ou reduzir drasticamente os alimentos ricos em enxofre da dieta. Entenda:

O que é enxofre?

Enxofre, cálcio e fósforo são os três minerais mais abundantes no corpo humano (confira aqui estudo a respeito: 3). O enxofre desempenha um papel importante em funções cruciais do corpo, como produzir proteínas, regular a expressão gênica, construir e reparar o DNA e ajudar o corpo a metabolizar os alimentos (confira aqui estudo a respeito: 2).

Esse elemento também é essencial para produzir e reciclar a glutationa - um dos principais antioxidantes do corpo que ajuda a reduzir a inflamação e a prevenir danos às células causados ​​pelo estresse oxidativo (confira aqui estudo a respeito: 2).

O enxofre também ajuda a manter a integridade dos tecidos conjuntivos, como pele, tendões e ligamentos (confira aqui estudo a respeito: 3).

Muitos alimentos e bebidas - até mesmo água potável de certas origens - contêm enxofre naturalmente. Alguns medicamentos e suplementos, incluindo certos antibióticos, analgésicos e remédios para dores nas articulações, também contêm níveis variáveis ​​desse mineral (confira aqui estudos a respeito: 4, 5).

Alimentos e bebidas ricos em enxofre

O enxofre é encontrado em uma grande variedade de alimentos. As maiores categorias incluem (confira aqui estudos a respeito: 2, 5, 6):

  • Carnes e aves: especialmente carne, presunto, frango, pato, peru e miúdos como coração e fígado;
  • Peixes e frutos do mar: a maioria dos tipos de peixes, bem como camarões, vieiras, mexilhões e camarões;
  • Leguminosas: especialmente soja, feijão preto, feijão-carioca, ervilha, lentilha e feijão branco;
  • Nozes e sementes: especialmente amêndoas, castanha-do-pará, castanha-de-caju, amendoins, nozes e sementes de abóbora e gergelim;
  • Ovos e laticínios: ovos inteiros, queijo cheddar, queijo parmesão e gorgonzola e leite de vaca;
  • Frutas secas: especialmente pêssegos, uva-passa branca, damascos e figos secos;
  • Certos vegetais: particularmente aspargos, brócolis, couve-de-bruxelas, repolho-roxo, alho-poró, cebola, rabanete e o agrião;
  • Certos grãos: especialmente cevada, aveia, trigo e farinhas feitas com esses grãos;
  • Certas bebidas: particularmente cerveja, sidra, vinho, leite de coco e suco de uva e tomate;
  • Condimentos e especiarias: especialmente raiz-forte, mostarda, marmita, curry em pó e gengibre em pó.

A água potável também pode conter quantidades significativas de enxofre, dependendo de onde você mora. Isso pode ser especialmente verdadeiro se você extrair a água de um poço (confira aqui estudo a respeito: 5).

Além disso, os sulfitos - conservantes alimentares derivados do enxofre - são comumente adicionados a alimentos industrializados, como geleias, picles e frutas secas, para prolongar sua vida útil. Os sulfitos também podem se desenvolver naturalmente em alimentos e bebidas fermentados, incluindo cerveja, vinho e cidra (confira aqui estudo a respeito: 5).

Possíveis efeitos colaterais de ingerir muito enxofre

Embora seguir uma dieta que contenha enxofre suficiente seja vital para a saúde, ingerir muito desse mineral pode causar alguns efeitos colaterais desagradáveis.

Diarreia

Água potável contendo altos níveis de enxofre pode causar diarreia. Quantidades excessivas desse mineral na água também podem dar um sabor desagradável e apresentar um cheiro semelhante ao de ovo podre.

Inflamação intestinal

Os alimentos ricos em enxofre podem piorar os sintomas de pessoas que apresentam colite ulcerosa ou doença de Chron - duas doenças inflamatórias intestinais que causam inflamação crônica e úlceras no intestino.

Pesquisas sugerem que alimentos ricos em enxofre podem ajudar um tipo específico de bactéria redutora de sulfato (BRS) a proliferar no intestino. Essas bactérias liberam sulfeto, um composto que quebra a barreira intestinal, causando danos e inflamação (confira aqui estudos a respeito: 7, 8).

Entretanto, nem todos os alimentos ricos em enxofre podem ter o mesmo efeito. Enquanto uma dieta rica em alimentos de origem animal contendo enxofre e pobre em fibras pode aumentar os níveis de BRS, uma rica em vegetais contendo enxofre parece ter o efeito oposto (confira aqui estudo a respeito: 8).

Além disso, muitos fatores além do teor de enxofre dos alimentos podem influenciar o equilíbrio das bactérias intestinais. Portanto, são necessárias mais pesquisas antes que conclusões fortes possam ser feitas.

Algumas pessoas são sensíveis ao enxofre?

Curiosamente, algumas pessoas relatam sentir-se melhor quando seguem uma dieta com baixo teor de enxofre. No entanto, as pesquisas sobre intolerância ao enxofre são limitadas.

Em vez disso, a maioria dos estudos se concentra nos efeitos colaterais dos sulfitos - um conservante derivado do enxofre que é adicionado a algumas bebidas alcoólicas e alimentos industrializados para evitar deterioração e prolongar a sua vida útil.

Cerca de 1% das pessoas parecem ter uma sensibilidade aos sulfitos que causa prurido, urticária, inchaço, náusea ou sintomas semelhantes à asma quando expostos a alimentos ricos em sulfitos. Em casos extremos, a exposição pode até causar convulsões ou choque anafilático (confira aqui estudos a respeito: 9).

Pessoas sensíveis aos sulfitos apresentam melhora ao evitar alimentos que os contenham. No entanto, existem poucas evidências que sugiram que eles também se beneficiem da limitação de alimentos ricos em enxofre.

Se você é sensível aos sulfitos, verifique os rótulos dos alimentos e evite ingredientes como sulfito de sódio, bissulfito de sódio, metabissulfito de sódio, dióxido de enxofre, bissulfito de potássio e metabissulfito de potássio (confira aqui estudo a respeito: 9).

Alimentos ricos em enxofre também podem ser benéficos

Apesar das possíveis desvantagens de ingerir muito enxofre, é importante incluir esse nutriente na dieta. O enxofre desempenha um papel crítico na expressão gênica e na manutenção da integridade dos tecidos corporais. Também ajuda a metabolizar os alimentos e protege o organismo de inflamações e estresse oxidativo (confira aqui estudos a respeito: 2, 3).

Além disso, alimentos ricos em enxofre são frequentemente ricos em uma variedade de outros nutrientes e compostos vegetais benéficos. Evitar esses alimentos na dieta pode gerar uma deficiência nas necessidades diárias de nutrientes.

Além disso, certos alimentos ricos em enxofre, como alho e vegetais crucíferos, podem até ajudar a proteger contra doenças como diabetes tipo 2, doenças cardíacas e câncer, além de perdas relacionadas à idade da função cerebral (confira aqui estudos a respeito: 10, 11, 12, 13, 14).

Portanto, limitar drasticamente a ingestão desses alimentos não é recomendado, a menos que seja realmente necessário. Se você suspeitar que alimentos ricos em enxofre sejam causa de desconforto intestinal, considere a orientação de um nutricionista registrado para garantir que sua dieta com baixo teor de enxofre continue atendendo às suas necessidades diárias de nutrientes.



Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×