Uva: confira seis benefícios imperdíveis

eCycle

A uva e o vinho feito a partir dela contêm substâncias benéficas para a saúde. Entenda

uva
Imagem editada e redimensionada Dane Deaner, está disponível no Unsplash

A uva é o fruto da planta cujo nome científico é Vitis sp. Seu cultivo começou há cerca de 6.000 a 8.000 anos atrás, no Oriente Médio; e era voltado principalmente para a produção de bebidas alcoólicas como o vinho.

Mais tarde, o cultivo dos diversos tipos de uva se espalhou pela Europa, norte da África e, em regiões da América, incluindo a parte sul do Brasil.

Essa fruta cresce melhor em regiões de clima temperado e possui diversas espécies, incluindo a Vitis vinifera, Vitis labrusca, Vitis riparia, Vitis rotundifolia e Vitis aestivalis.

Devido à quantidade de nutrientes e antioxidantes que carrega, a uva pode proporcionar benefícios para a saúde como a prevenção do câncer e outras doenças crônicas. Entenda:

1. Rica em nutrientes

As uvas são ricas em vários nutrientes importantes. Um copo contendo 151 gramas de uva vermelha ou verde contém:
  • Calorias: 104
  • Carboidratos: 27,3 gramas
  • Proteína: 1,1 gramas
  • Gordura: 0,2 gramas
  • Fibra: 1,4 gramas
  • Vitamina C: 27% da Ingestão Diária Recomendada (IDR)
  • Vitamina K: 28% da IDR
  • Tiamina: 7% da IDR
  • Riboflavina: 6% da IDR
  • Vitamina B6: 6% da IDR
  • Potássio: 8% da IDR
  • Cobre: 10% da IDR
  • Manganês: 5% da IDR
Um copo de uva fornece mais de um quarto da IDR de vitamina K, que é vital para a coagulação do sangue e saúde dos ossos ​​(confira aqui estudo a respeito: 1). A uva também é uma boa fonte de vitamina C, um nutriente essencial e poderoso antioxidante necessário para a saúde do tecido conjuntivo e formação de colágeno (confira aqui estudo a respeito: 2).

2. Previne doenças crônicas

A uva é rica em antioxidantes, que são substâncias poderosas no combate a doenças crônicas como diabetes, câncer e doenças cardiovasculares. Estudos identificaram mais de 1.600 compostos vegetais benéficos na uva (confira aqui os estudos: 3, 4).

A maior concentração de antioxidantes é encontrada na casca e nas sementes. Por essa razão, a maior parte das pesquisas sobre uva foi feita com os extratos de sementes e da casca.

Usar o óleo de semente de uva é uma forma de aproveitar esses benefícios. Saiba mais sobre ele na matéria: "Óleo de semente de uva: benefícios e como usar".

Outra forma de aproveitar os antioxidantes presentes nas uvas é consumir vinho com moderação. Um estudo mostrou que as antocianinas, substâncias antioxidantes que dão tonalidade avermelhada na uva, continuam presentes no vinho mesmo após a fermentação.

uva
Imagem editada e redimensionada de Kelsey Knight, está disponível no Unsplash

Um dos antioxidantes encontrados no vinho é o resveratrol, que pode proteger contra doenças cardíacas, reduzir o açúcar no sangue e prevenir o desenvolvimento de câncer (confira aqui estudo a respeito: 5).

A vitamina C, o beta-caroteno, a quercetina, a luteína, o licopeno e o ácido elágico encontrados na uva também são poderosos antioxidantes (confira aqui estudo a respeito: 6).

3. Previne o câncer

O resveratrol encontrado na uva e no vinho feito a partir dela pode prevenir o desenvolvimento de câncer (confira aqui estudo a respeito: 6).

O seu potencial de prevenção ao câncer se deve à sua capacidade de reduzir a inflamação, diminuindo o crescimento e disseminação de células cancerígenas no organismo (7).

Além do resveratrol, a uva contém quercetina, antocianinas e catequinas - todos esses compostos podem ter efeitos benéficos contra o câncer (confira aqui o estudo a respeito: 8).

Os extratos de uva bloquearam o crescimento e a disseminação de células de câncer de cólon humano em estudos de tubo de ensaio (confira aqui os estudos: 9, 10).

Além disso, um estudo realizado com 30 pessoas com mais de 50 anos mostrou que comer 450 gramas de uva por dia (o que é bastante) durante duas semanas diminuiu os marcadores de risco de câncer de cólon (confira aqui o estudo: 11).

Outros estudos concluíram que o extrato de uva bloqueia o crescimento e a disseminação de células de câncer de mama, tanto em modelos de laboratório como em ratos (confira aqui os estudos: 12, 13, 14).

Apesar dos estudos sobre uvas e câncer em humanos serem limitados, uma dieta rica em alimentos ricos em antioxidantes, como as uva, tem sido associada a um menor risco de câncer (confira aqui estudo a respeito: 15).

4. Faz bem para o coração

Existem várias razões pelas quais comer uvas é bom para o coração. Entre elas estão a redução da pressão arterial e do colesterol LDL, considerado ruim.

Um copo de uva contém 288 mg de potássio, que é 6% da IDR. Esse mineral é necessário para manter os níveis ​​da pressão arterial saudáveis. Baixa ingestão de potássio tem sido associada ao aumento dos riscos de hipertensão arterial, doenças cardíacas e derrames (confira aqui estudo a respeito: 16).

Um estudo realizado em 12.267 adultos mostrou que pessoas que consumiram níveis mais altos de potássio em relação ao sódio tinham menos probabilidade de morrer de doenças cardíacas do que aquelas que consumiam menos potássio (confira aqui o estudo: 17).

Um outro estudo realizado em 69 pessoas com colesterol alto, foi demonstrado que consumir três xícaras (500 gramas) de uvas vermelhas por dia durante oito semanas reduziu o colesterol LDL total. As uvas brancas não tiveram o mesmo efeito (confira aqui o estudo: 18).

5. Protege contra o diabetes

A uva contém 23 gramas de açúcar por xícara (151 gramas), o que pode gerar dúvidas se ela realmente é boa para prevenir diabetes. Entretanto, ela têm um baixo índice glicêmico (IG) de 53, que faz com que os níveis de açúcar no sangue não se elevem rapidamente.

Em uma análise de 16 semanas em 38 homens, foi mostrado que aqueles que tomaram 20 gramas de extrato de uva por dia apresentaram níveis reduzidos de açúcar no sangue, em comparação com um grupo controle (confira aqui o estudo: 19).

Além disso, o resveratrol demonstrou aumentar a sensibilidade à insulina, o que pode melhorar a capacidade do organismo usar glicose e, consequentemente, baixar os níveis de açúcar no sangue (confira aqui o estudo: 20).

O resveratrol também aumenta o número de receptores de glicose nas membranas celulares, o que pode ter um efeito benéfico sobre o açúcar no sangue (confira aqui estudo a respeito: 21).

6. Faz bem para os olhos

Os químicos vegetais encontrados na uva podem proteger contra doenças oculares comuns.

Em um estudo, camundongos alimentados com uma dieta suplementada com uva mostraram menos sinais de danos à retina e tiveram melhor função retiniana em comparação com camundongos que não foram alimentados com a fruta (confira aqui o estudo: 22).

Em um estudo de tubo de ensaio, o resveratrol protegeu as células da retina no olho humano contra os efeitos da luz ultravioleta A (UVA). Isso pode diminuir o risco de desenvolver degeneração macular relacionada à idade (confira aqui estudo a respeito: 23).

De acordo com um estudo de revisão, o resveratrol também pode ajudar a proteger contra glaucoma, catarata e doença ocular diabética.

Além disso, as uvas contêm os antioxidantes luteína e zeaxantina. Vários estudos demonstraram que esses compostos ajudam a proteger os olhos contra danos causados ​​pela luz azul (confira aqui estudo a respeito: 24).

Saiba mais sobre a luz azul na matéria: "Luz azul: o que é, benefícios, danos e como lidar".


Fonte e adaptação de Healthline, Medical News Today, Wikipedia e PubMed

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail