Rosa-branca: seus benefícios e como fazer seu chá

eCycle

Rosa-branca pode ser usada na forma de chá e possui propriedades bactericidas, fungicidas, entre outras

rosa branca
Imagem: Rosa alba por Ausis está licenciado sob CC BY 3.0

Rosa-branca, ou rosa-de-quintal, são nomes populares para espécie de planta de nome científico Rosa alba L., muito encontrada na região centro-oeste do estado de Goiás.

A rosa-branca é usada culturalmente na forma de chá para tratar problemas oculares, candidíase vaginal e como laxativo. Estudos concluíram que a rosa-branca possui atividade antimicrobiana, o que justifica seu uso na medicinal popular.

História da rosa-branca

Análises realizadas com moléculas de DNA de rosa concluíram que a planta existe há cerca de 200 milhões de anos, sendo uma das flores mais antigas do mundo.

O primeiro cultivo de rosa-branca foi feito por gregos e romanos. Acredita-se que a planta tenha sido resultado de um cruzamento das rosas caninas, selvagem na Europa, e a rosa damascena.

No Brasil, a rosa-branca foi introduzida pelos jesuítas em meados de 1560 e 1570, sendo utilizada como planta ornamental e ingrediente culinário de conservas, corantes, confeitos, chá, óleos, óleos essenciais, entre outras. Devido aos chineses a rosa passa a ser utilizada com fim medicinal.

Características da rosa-branca

A rosa-branca pertence à família Rosaceae, que possui gêneros e 3.000 espécies espalhadas pelo planeta, sendo uma família de difícil definição devido a grande diversidade existente. Dentre as 3.000 espécies de rosa, a rosa-branca é apenas uma, o que torna a planta fácil de ser confundida com outros tipos de rosa da cor branca.

A roseira da Rosa alba é de grande porte, arbustiva e chega a medir 1,80 m de altura. A flor da rosa-branca é aveludada e seu cheiro é agradável, atraindo assim a polinização de insetos. As flores da rosa-branca não crescem isoladas, são formadas por cachos grandes com três ou mais flores por cacho, que florescem o ano inteiro se forem regadas com frequência.

rosa branca

Propriedades da rosa-branca

Estudos concluíram que a rosa-branca tem propriedades medicinais bactericida contra as bactérias Staphylococcus aureus e Escherichia coli; e ação fungicida contra o fungo Candida albicans.

Os compostos flavonoides encontrados na rosa-branca possuem atividade anti-inflamatória.

Os óleos essenciais de rosa-branca ajudam a controlar e equilibrar a oleosidade da pele, sendo adequados para os dois tipos de pele - seca e oleosa. Os óleos essenciais da rosa branca restauram o pH da pele e fecham os poros, promovendo hidratação. Eles também têm propriedades antibacterianas e são utilizados para tratar acne, olheiras ​​e conjuntivite. Os óleos essenciais de rosa-branca ainda ajudam a reduzir a tensão e relaxar o corpo, sendo amplamente utilizados para tratar todos os tipos de depressão e tensão mental. O óleo essencial de rosa alba é um poderoso estimulador imunológico, regenerando as células.

Óleos essenciais de rosa-branca

Os óleos essenciais da Rosa alba L. são constituídos de citronelol, geraniol, nerol, linalol, citrol, carvacol, eugenol, substâncias que proporcionam à planta capacidade antimicrobiana, in vitro, contra o fungo Candidaalbicans.

Chá de rosa-branca

O chá de rosa-branca pode ser ingerido ou utilizado para fazer banho de assento. Saiba como prepará-lo:

Ingredientes

  • 10 pétalas de rosa branca;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Lave as pétalas da rosa-branca, e ferva-as durante cinco minutos. Em seguida, tampe a panela e deixe em infusão por mais dez minutos.

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail