Ipê-roxo: uso medicinal e como fazer seu chá

eCycle

Chá de ipê-roxo é feito a partir da casca da árvore

ipê-roxo
Imagem: ipê-roxo por Lucas Silva Pinheiro Santos

Ipê-roxo é uma árvore de nome científico Handroanthus impetiginosus encontrada na América do Sul.

Também conhecida como piúva, pau-d'arco, piúna, ipê-roxo-de-bola, ipê-una, ipê-roxo-grande, ipê-de-minas, piúna-roxa, a árvore ipê-roxo é muito conhecida pelo seu uso medicinal e como madeira de lei.

O ipê-roxo é originário da mata atlântica brasileira, mas também ocorre no cerrado, sendo uma árvore nativa do Acre, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás, Rio de Janeiro e São Paulo.

Entretanto, a árvore ipê-roxo também é muito encontrada na Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, Paraguai, Peru, Suriname e Venezuela, El Salvador, Costa Rica, Guatemala, Honduras, Nicarágua e Panamá e México.

Uso medicinal do chá de ipê-roxo

ipê-roxo
Imagem ipê-roxo por Natiibio

No conhecimento popular tradicional, o uso medicinal do ipê-roxo é empregado para tratar inflamações, úlceras, infecções bacterianas e fúngicas.

O uso medicinal do ipê-roxo se dá pela ingestão do chá da casca da árvore.

Um estudo publicado pela revista Phytotherapy Research avaliou a propriedade cicatrizante do extrato etanólico da casca da árvore ipê-roxo e chegou a resultados que vão ao encontro do conhecimento tradicional já consolidado na popular.

O estudo induziu o desenvolvimento de úlceras gástricas crônicas em ratos e os tratou com extrato etanólico de ipê-roxo duas vezes ao dia durante sete dias.

Ao final da análise, houve redução em quase metade das úlceras gástricas tratadas com o extrato de ipê-roxo. O estudo concluiu que os compostos presentes na casca da árvore ipê-roxo apresentam propriedades significativas capazes de proporcionar a cicatrização das úlceras gástricas. O efeito se dá pelo aumento do conteúdo de muco e da proliferação celular, confirmando a utilidade do ipê-roxo para o tratamento desse tipo de condição.

Um estudo publicado na revista "Proceedings of the National Academy of Sciences" concluiu que a casca do ipê-roxo possui um componente capaz de eliminar um tipo de célula cancerígena.

De acordo com os pesquisadores do estudo, esse componente presente na casca do ipê-roxo, chamado de "beta-lapachone" tem potencial para ser utilizado no tratamento de câncer de pulmão.

Como fazer chá de ipê-roxo

Diferente da forma mais tradicional de consumir chá, que é feita a partir da folha da planta, o chá de ipê-roxo é feito a partir da casca da árvore.

Para fazer o chá de ipê-roxo leve um litro de água ao fogo. Após começar a ferver, adicione duas colheres de sopa de casca da árvore ipê-roxo e desligue o fogo. Deixe a mistura tampada descansar por dez minutos. Consuma de duas a três xícaras por dia.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail