Anemia perniciosa: sintomas, tratamento, diagnóstico e causas

eCycle

Se não for tratada, anemia perniciosa pode trazer complicações graves. Entenda

anemia perniciosa

O que é anemia perniciosa?

Anemia, de maneira geral, é uma condição médica na qual os níveis de glóbulos vermelhos do sangue ficam abaixo do normal. A anemia perniciosa, por sua vez, é um tipo de anemia que ocorre devido à deficiência de vitamina B12.

A anemia perniciosa é causada pela incapacidade do organismo absorver a quantidade de vitamina B12 necessária para a produção glóbulos vermelhos. Entretanto, a anemia perniciosa é uma condição rara, com uma prevalência de 0,1% na população geral e 1,9% em pessoas com mais de 60 anos, de acordo com o Journal of Blood Medicine.

Esse tipo de anemia é chamado de "perniciosa" porque já foi considerada uma doença mortal. Isso foi devido à falta de tratamento disponível. Hoje, porém, a doença é relativamente fácil de tratar com injeções ou suplementos de vitamina B12. No entanto, se não for tratada, a deficiência de vitamina B12 pode levar a complicações graves.

Sintomas da anemia perniciosa

A progressão da anemia perniciosa é lenta. Por isso pode ser difícil reconhecer seus sintomas.

Sintomas de anemia perniciosa comumente ignorados:

  • fraqueza
  • dores de cabeça
  • dor no peito
  • perda de peso

Em casos raros de anemia perniciosa, as pessoas podem apresentar sintomas neurológicos que podem incluir:

  • andar instável
  • rigidez e tensão nos músculos
  • dormência nos braços e pernas
  • lesões progressivas da medula espinhal
  • perda de memória

Os sintomas de deficiência de B12, que podem se sobrepor à anemia perniciosa, incluem:

  • náusea e vômito
  • confusão mental
  • depressão
  • prisão de ventre
  • perda de apetite
  • azia

Causas da anemia perniciosa

Falta de vitamina B12

Pessoas com anemia têm baixos níveis de glóbulos vermelhos normais (hemácias). A vitamina B12 desempenha um papel na criação de glóbulos vermelhos, de modo que o corpo requer uma ingestão adequada de vitamina B12. Essa vitamina pode ser encontrada em alimentos como:

  • carne
  • aves domésticas
  • marisco
  • ovos
  • lacticínios
  • leites fortificados de soja, nozes e arroz
  • suplementos nutricionais

Deficiência de fator intrínseco

Seu corpo também precisa de um tipo de proteína chamado fator intrínseco (IF) para absorver a vitamina B12. O fator intrínseco é uma proteína produzida pelas células do estômago. Depois que você consome vitamina B12, ela viaja para o seu estômago, onde se liga com o IF. Os dois são, então, absorvidos na última parte do intestino delgado.

Na maioria dos casos de anemia perniciosa, o sistema imunológico do corpo ataca e destrói as células que produzem IF no estômago. Se estas células forem destruídas, o corpo não pode produzir IF e não pode absorver a vitamina B12.

Macrócitos

Sem quantidade suficiente de vitamina B12, o corpo produzirá glóbulos vermelhos anormalmente grandes, chamados macrócitos. Devido ao seu tamanho grande, essas células anormais podem não ser capazes sair da medula óssea, onde as células vermelhas do sangue são produzidas, e entrar na corrente sanguínea. Isso diminui a quantidade de glóbulos vermelhos transportadores de oxigênio na corrente sanguínea e pode levar à fadiga e fraqueza.

A anemia perniciosa é um tipo de anemia macrocítica. Às vezes, também é chamada de anemia megaloblástica por causa do tamanho anormalmente grande dos glóbulos vermelhos produzidos.

A anemia perniciosa não é o único tipo de anemia macrocítica. Outras causas de glóbulos vermelhos anormalmente grandes incluem:

  • uso a longo prazo de certos medicamentos e antibióticos, como metotrexato e azatioprina
  • doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)
  • alcoolismo crônico
  • deficiência de folato (vitamina B-9) causada por dieta pobre ou condições que afetam sua absorção

Deficiência de B12 e anemia perniciosa

Outras deficiências de vitamina B12, como aquelas causadas pela dieta, são frequentemente confundidas com anemia perniciosa. Entretanto, a anemia perniciosa é um distúrbio auto-imune. Resulta de uma falta de IF e má absorção de B12. Essa deficiência de vitamina pode ser tratada alterando a dieta ou com a ingestão de suplemento de B12.

Em pessoas com deficiência de B12 ou outro tipo de anemia, o corpo pode absorver a B12. Por outro lado, alguém com anemia perniciosa tem mais dificuldade para isso. A anemia perniciosa também é observada em crianças que nascem com um defeito genético que as impede de produzir IF.

Fatores de risco para anemia perniciosa

Alguns indivíduos são mais propensos do que outros a desenvolver anemia perniciosa. Fatores de risco incluem:

  • ter uma história familiar da doença
  • ser de descendência do norte da Europa ou escandinava
  • ter diabetes tipo 1
  • ter alguma doença auto-imune
  • ter doenças intestinais, como a doença de Crohn
  • ter tido parte do seu estômago ou intestinos removidos
  • ter 60 anos ou mais
  • ser vegetariano estrito e não tomar suplemento de B12

O risco de desenvolver anemia perniciosa também aumenta à medida que a pessoa envelhece.

Diagnóstico da anemia perniciosa

Para fazer o diagnóstico da anemia perniciosa é preciso fazer alguns exames como:

  • Hemograma completo: Esse teste mede os níveis de vitamina B12 e de ferro no sangue
  • Exame de deficiência de vitamina B12: A médica ou o médico pode avaliar os seus níveis de vitamina B12 por meio de de um exame de sangue. Baixos níveis indicam uma deficiência.
  • Biópsia: Pode ser necessário realizar um biópsia nas paredes do seu estômago a fim de verificar a anemia perniciosa.
  • Teste de deficiência de IF: A deficiência de fator intrínseco é testada por meio de uma amostra de sangue. O sangue é testado para anticorpos contra o IF e as células do estômago.

Tratamento para anemia perniciosa

O tratamento da anemia perniciosa é um processo de duas partes. A primeira parte consiste em:

  • aplicação de injeções de vitamina B12 que são reduzidas ao longo do tempo
  • hemograma completo para medir os níveis de vitamina B12 e ferro no sangue
  • exames de sangue para monitorar tratamentos de reposição

As injeções de vitamina B12 podem ser administradas diária ou semanalmente até que os níveis voltem ao normal (ou próximo ao normal). Durante as primeiras semanas de tratamento, pode ser recomendado cessar a atividade física. Depois que os níveis de vitamina B12 estiverem normais, só preciso é fazer a checagem uma vez ao mês.

Com a normalização da B12, pode ser que o médico ou a médica recomende suplementos de B12 em vez da injeção. Eles vêm em comprimidos, géis nasais e sprays.

Complicações da anemia perniciosa

Talvez seja preciso monitorar o paciente a longo prazo. Isso ajudará a identificar possíveis complicações da anemia perniciosa. A complicação mais perigosa é o câncer gástrico, que pode ser detectado precocemente com a biópsia de estômago.

Outras complicações potenciais da anemia perniciosa incluem:

  • dano nos nervos
  • problemas do trato digestivo
  • problemas de memória, confusão ou outros sintomas neurológicos
  • problemas cardíacos

Essas complicações geralmente se originam da anemia perniciosa de longa duração e podem ser permanentes.

Converse com seu médico ou médica se você acha que possui sintomas de anemia perniciosa. O diagnóstico precoce, o tratamento e o monitoramento rigoroso são importantes para evitar problemas futuros.


Fonte: Healthline

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail