Conheça benefícios do óleo de chia

eCycle

O óleo da semente de chia faz muito bem para a saúde e beleza do corpo

sementes de chia

Mais conhecida como chia, a Salvia hispanica L. é uma planta herbácea da família das lamiáceas, encontrada originalmente no sul do México e na Guatemala. Sua semente já era consumida há muitos séculos pelos povos andinos para aumentar a resistência física outros inúmeros benefícios à saúde. A chia também era utilizada em rituais sagrados como oferenda para os deuses, por isso seu cultivo foi proibido pelos católicos e somente foi retomado nos anos 1990 por pesquisadores argentinos. Foi aí que a chia e seus derivados, como o óleo de chia, começaram a se popularizar.

Da semente dessa planta é extraído o óleo de chia - saiba mais sobre a semente de chia na matéria "Descubra quais são os benefícios milagrosos da semente de chia". A extração do óleo de chia se dá por um processo de prensagem a frio, que guarda todas as propriedades químicas e nutrientes encontrados na semente (com exceção das fibras).

O óleo de chia é muito vantajoso em caso de uso cosmético para pele e cabelos. A vitamina A atua como antioxidante contra radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce e, junto com a vitamina B3 também presente, ajuda a reduzir a vermelhidão e manchas na pele - isso graças a seus efeitos anti-inflamatórios. O cobre e o zinco estimulam a produção de colágeno e elastina, evitando rugas e marcas de expressão; e o ômega 3 reduz as substâncias inflamatórias que auxiliam na produção do sebo e, consequentemente, diminui a formação de acne.

Além disso, o ômega 3 presente no óleo de chia também ajuda a prevenir a calvície e a alopécia. Seus efeitos antioxidantes evitam o desbotamento e o envelhecimento dos fios de cabelo; e a lisina, aminoácido presente em alta concentração, contribui para o alisamento dos mesmos. A vitamina B2 fortalece unhas e cabelos. Todos esses benefícios estão guardados dentro do óleo de chia.

Óleo de semente de chia é grande fonte de ômega 3

O ômega 3 presente em grande quantidade no óleo de chia, é uma gordura polinsaturada indispensável para o nosso corpo e a chia é a melhor fonte vegetal desse nutriente, superando até mesmo a linhaça. Entre seus benefícios estão:

  • Grande ação antioxidante, que ajuda na saúde do sistema cardiovascular e do sistema nervoso, evitando de hipertensão à depressão;
  • Diminuição dos níveis de colesterol ruim e triglicérides;
  • Aumento na absorção de nutrientes.

O ômega 3 serve como anti-inflamatório e também auxilia no emagrecimento. As células inflamadas pela ingestão de gordura saturada impedem que os hormônios da saciedade (leptina e insulina) cheguem ao cérebro e avisem-no que é hora de parar. O ácido graxo reverte, então, o processo inflamatório e auxilia na estabilidade desses hormônios, inibindo o apetite. Como o acúmulo de gordura também é um processo inflamatório, o ômega 3 ajuda no combate de gorduras localizadas e da celulite. Ou seja, o óleo de chia atua no problema de ganho de peso e também ajuda na prevenção. De acordo com o livro Omega 3 Oils, de Donald O. Rudin, essa gordura presente no óleo de chia pode atuar fortemente na saúde reprodutiva da mulher. Ele pode aliviar cólicas menstruais e sintomas de tensão pré-menstrual, aumentar a fertilidade e é essencial no desenvolvimento do feto na gravidez.

O óleo de chia também auxilia na formação óssea por ser uma boa fonte de cálcio (pode ser uma boa opção para quem tem intolerância à lactose). O óleo de chia também é bom para reforçar a nossa imunidade, para prevenção de anemia e fadiga, para a força e resistência física do corpo, entre outros mais. Ou seja, a semente é indispensável para a nossa saúde.

Como consumir óleo de chia

O óleo de chia pode ser encontrado em frascos ou em cápsulas. Pode ser ingerido via oral - por exemplo, substituindo o azeite por uma colher de sopa do óleo de chia na salada, ou com frutas, e até mesmo sendo aplicado diretamente na pele e nos cabelos. Tenha certeza de que o óleo é 100% natural antes de utilizá-lo, já que alguns óleos industrializados podem apresentar substâncias químicas nocivas ao corpo.

Lembre-se que o descarte indevido de óleos vegetais não é recomendado pelo seu nível de contaminação de águas e solos. Além dos riscos ambientais, o descarte por ralos e pias pode entupir os encanamentos. Para o descarte correto, coloque os resíduos em recipientes plásticos e leve a um local adequado. Veja onde descartar óleo.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail