Farinha de linhaça: propriedades e para que serve

eCycle

A farinha de linhaça possui propriedades benéficas e pode ser utilizada para vários fins

A semente de linhaça é um alimento muito benéfico para a saúde. Dela, pode-se obter a farinha e o óleo de linhaça, que têm várias utilidades na culinária, na medicina naturalista e nos cosméticos naturais. A farinha de linhaça conserva as propriedades das sementes e apresenta a vantagem de ser mais fácil de ser consumida e digerida, facilitando a absorção dos nutrientes.

Nutrientes da farinha de linhaça

Os principais nutrientes da farinha de linhaça são:

  • Ômega 3;
  • Lignanas;
  • Fibra dietética;
  • Minerais essenciais: cálcio, sódio, fósforo, magnésio, ferro, potássio, manganês, selênio e cobre;
  • Vitaminas: B1, B2, B3, B5, B6, C, E e K.

Propriedades benéficas da farinha de linhaça

A farinha de linhaça possui diversas propriedades benéficas para o corpo:

  • Previne doenças cardiovasculares;
  • Possui função emoliente, laxante e depurativa para o intestino;
  • Diminui o nível de colesterol no sangue;
  • Previne doenças respiratórias;
  • Age como antioxidante;
  • É anticancerígena;
  • Fortalece o sistema imunológico.

Utilizações terapêuticas e medicinais da farinha de linhaça

A farinha de linhaça pode ser utilizada como cataplasmas e compressas em vários problemas de saúde. O cataplasma de farinha de linhaça, para uso tópico, é um remédio natural útil para:

  • Aliviar sinusite;
  • Suavizar a tosse seca;
  • Acalmar ataque de tosse violenta;
  • Combater reumatismo;
  • Abrandar a cistite.

A utilização da farinha de linhaça na culinária

Na culinária, a farinha de linhaça é um ingrediente nutritivo de várias receitas de doces e salgados. A farinha de linhaça pode ser adicionada à vitaminas, mingaus, sopas, panquecas, massas, pães, bolos, tortas, pizzas, biscoitos e aos muffins.

Além disso, esse ingrediente é um ótimo substituto de ovo. Para utilizar a farinha de linhaça como substitutiva do ovo em receitas de doces e salgadas, basta misturar uma colher dela com três colheres de sopa de água, formando uma pasta. Esta pasta é ideal para a confecção de receitas de biscoitos, bolos, panquecas, tortas e muffins, que levam farinha de trigo integral.

A farinha de linhaça com frutas secas como amêndoas, nozes e avelãs ou com outras sementes oleaginosas, como a de gergelim, papoula e girassol, é uma ótima e nutritiva combinação em refeições, granolas, vitaminas, receitas e lanches. Seu aroma e sabor se assemelha, um pouco, ao da avelã e fica perceptível no resultado final do prato, caso se queira um gosto menos acentuado da linhaça, é só diminuir a quantidade deste ingrediente na receita.

A utilização da farinha de linhaça como esfoliante

A esfoliação é um tratamento muito importante para a pele e deve ser feita no rosto e nas demais partes do corpo. Ela ajuda na remoção de células mortas e impurezas que estão presentes na pele por conta de ataques de agentes presentes no dia a dia, como poluição, raios solares, poeiras, entre outros. A farinha de linhaça pode ser uma opção sustentável para esfoliação da pele, já que seus resíduos não têm impactos significativos no meio ambiente.

Além de remover as células mortas da pele, muitos outros benefícios são proporcionados pela esfoliação com a farinha da linhaça. Ela auxilia no combate às acnes e afina a pele, deixando-a uniforme e pronta para receber a hidratação. Muitos outros benefícios da esfoliação poderão ser vistos na matéria "Aprenda como fazer esfoliação".

O maior problema dos produtos e cremes esfoliantes está nos microplásticos que estes podem conter. As bolinhas coloridas presentes em muitos desses produtos, na maioria das vezes, são feitas de microesferas de polietileno, que não se degradam no meio ambiente, prejudicando a vida aquática e poluindo oceanos e rios. Dessa forma, a melhor maneira de evitar o consumo dessas microesferas poluidoras é utilizando esfoliantes naturais que não são prejudiciais ao meio ambiente.

Um dos esfoliantes naturais mais conhecidos e utilizados é a farinha de linhaça, ou pó de linhaça, obtidos através de sementes de linho, rica em sais minerais, vitaminas e ácidos graxos (principalmente os ômegas 3, 6 e 9). A linhaça possui propriedade antioxidante, que previne os radicais livres, combatendo o envelhecimento de pele. Além disso, ela é anti-inflamatória, sendo muito eficaz no tratamento de acnes e na prevenção de espinhas e cravos.

Devido à ação anti-inflamatória, a farinha de linhaça pode ser usada também para tratamento em peles com dermatites, eczemas e de outras doenças. No entanto, essas regiões não devem ser esfoliadas para não causar irritações. Para esses casos, o mais adequado é fazer uma pasta utilizando a farinha de linhaça com óleo de semente de uva ou óleo de gérmen de trigo, que também apresentam propriedades anti-inflamatórias e ajudam no tratamento de doenças de pele. Após esse procedimento, aplique a pasta sobre a região sem friccionar. Deixe agir por alguns minutos e remova com água morna. Vale ressaltar que a visita ao médico dermatologista é sempre muito importante.

Por ser um esfoliante com baixa granulometria - ou seja, apresenta pequenas partículas finas de linhaça - é indicada para esfoliação no rosto, uma vez que não irritará a pele sensível do rosto. Regiões mais grossas do corpo, como pés, cotovelos e joelhos não sentirão o efeito necessário, pois necessitam de substâncias esfoliantes com maior granulometria. Para esses casos, outros esfoliantes são mais indicados.

Essa farinha também serve de ingrediente para fazer sabonetes artesanais, esfoliando o corpo, rosto e mãos durante o banho.

Como utilizar farinha de linhaça na esfoliação

A farinha de linhaça pode ser misturada com mel de abelha, bases cremes prontas ou também com sabonetes líquidos faciais. A quantidade de pó a ser adicionada depende do tipo de pele e da região a ser aplicada. Para o rosto, deve-se colocar menos quantidade por ser uma região mais sensível, assim como pessoas com peles acneicas devem ter cuidado ao usar o esfoliante. Casos extremos de acnes não devem esfoliar a pele sem a orientação médica. No corpo, por ser uma região menos sensível, a mistura deve ser feita com mais granulometria.

A aplicação é feita com os dedos, em movimentos suaves e circulares aplicando uma leve pressão enquanto espalha o produto pelo rosto. Em esfoliações corporais, deve-se aumentar um pouco a pressão. Olhos e bocas não devem ser esfoliados - para os lábios, existem esfoliantes adequados. Após a aplicação, deixe o esfoliante agir por alguns minutos e remova com água morna. Finalize com um creme de hidratação, óleo vegetal ou caso a esfoliação for realizada de dia, aplique um protetor solar antes de se expor ao sol. É fundamental realizar uma boa hidratação após a esfoliação.


Fonte: Florien

Veja também:

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×