O que são eventos adversos a medicamentos?

O consumo inadequado ou mesmo as reações naturais dos pacientes ao tomar medicamentos podem causar eventos adversos, entenda mais sobre esse assunto e o que você pode fazer

Comprimidos

A definição de eventos adversos a medicamentos (EAM) ou efeitos adversos compreende quaisquer danos ao paciente relacionados ao uso de medicamentos decorrente de utilização adequada, inadequada ou pela falta de acesso aos medicamentos necessários. Os eventos adversos a medicamentos podem ser evitáveis quando estão associados ao erro de medicação, ou inevitáveis quando têm relação com reações do organismo aos medicamentos. Os eventos adversos são mais comuns do que você imagina... De 15% a 34% das internações de adultos e idosos são causadas por EAM.

Causas e tipos dos eventos adversos a medicamentos

As causas que contribuem para os EAM são diversas. Por exemplo: falta de informação, fácil acesso a medicamentos, erros de administração, automedicação, interferência de parentes e amigos, dificuldade de acesso aos serviços de saúde, entre outros. Também podem ocorrer problemas oriundos da falta de dados coletados nas fases de desenvolvimento do medicamento, que são inevitavelmente incompletas. Existem alguns tipos de EAM mais comuns, como reações adversas, uso off-label, interações e intoxicações medicamentosas.

Reações Adversas aos Medicamentos RAM

Reações Adversas aos Medicamentos (RAM) são os efeitos não esperados do medicamento no corpo do paciente, e constituem uma das causas mais comuns de internações em hospitais. Os medicamentos que atuam nos sistema cardiovascular, digestivo e nervoso central são principais causadores de RAM entre a população.

Off-label e intoxicações

Alguns medicamentos são usados para finalidades diferentes das quais foram aprovados, os chamados uso off-label, pois às vezes são a única opção de tratamento disponível, sujeitando o paciente aos efeitos colaterais e à ineficiência terapêutica. Se utilizado de maneira incorreta, um medicamento também pode causar intoxicação - mais de 28% dos casos de intoxicação no Brasil são causados por medicamentos. Saiba onde descartar seus remédios abaixo e leia a matéria "Quais os riscos do descarte incorreto de medicamentos? Como evitar?" para saber da importância.

Interações

Tomar medicamentos simultaneamente costuma ser um risco. Eles podem interferir no efeito terapêutico um do outro, o que é é chamado de interação medicamentosa. Juntos, alguns remédios podem causar eventos adversos. Por exemplo: misturar alguns antibióticos com pílula anticoncepcional pode diminuir o efeito do contraceptivo. Outros casos são bem mais graves, podendo até acabar em óbito.

Previna-se

A maioria das internações por EAM, cerca de 50%, poderiam ser evitadas com simples cuidados básicos, apesar de suas consequências serem graves. As recomendações para cada medicamento variam muito, por isso é importante sempre consultar um médico para garantir a administração segura de medicamentos e não se automedicar. É orientado ao consumidor que, em qualquer suspeita de eventos adversos, notificar a empresa farmacêutica ou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Existe uma equipe de farmacovigilância que cuida especificamente desse assunto em cada indústria farmacêutica. Preenchendo uma ficha de notificação, a equipe de farmacovigilância pode monitorar o medicamento visando a segurança do paciente e a melhora de seu uso. Veja mais sobre precauções na matéria "Cinco cuidados importantes na hora de tomar medicamentos"

Veja o vídeo sobre a importância da farmacovigilância.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail