Esfoliação traz muitos benefícios para a pele, mas precisa ser feita com produtos naturais

Conheça os benefícios e qual a importância da esfoliação para a saúde da pele. Mas utilize produtos naturais para evitar danos ambientais

Esfoliação o rosto

A pele é o maior órgão do corpo humano, por isso merece um cuidado especial. Todos os dias estamos expostos aos ataques dos raios solares, vento, poluição e resíduos que ficam suspensos no ar, e esses agentes acabam prejudicando a saúde e a beleza da pele.

Na superfície da pele, camadas de células mortas ficam acumuladas, como se fossem escamas, e sujeiras ambientais também se depositam nos poros, formando pontos pretos, caracterizando-se por uma aparência áspera, fosca, seca e cansada, com destaque às rugosidades, e desagradável ao toque, criando uma camada que impede a ação eficiente dos cosméticos.

Esses fatores são agravados por conta de um conjunto de ações, como o ataque diário dos raios solares, poluição e resíduos, juntamente com a falta de cuidados necessários para manter a pele saudável.

Muitas pessoas já ouviram falar dela, mas poucos sabem o que é esfoliação de pele, sua real importância e dos benefícios que ela pode trazer.

O que é

A esfoliação é um tratamento facial ou corporal que ajuda na renovação da pele, eliminado as células mortas e as impurezas que deixam o maior órgão do corpo envelhecido, seco e desidratado. A eliminação dessas células mortas remove as impurezas liberando os poros e, consequentemente, melhorando a respiração cutânea, e permite que a pele possa absorver eficazmente os benefícios dos cremes e cosméticos que serão aplicados posteriormente.

A particularidade da esfoliação facial é a sua ação de limpeza profunda que desintoxica a pele, tornando-a nitidamente mais lisa, suave e luminosa, devolvendo seu aspecto natural. A esfoliação corporal ajuda no combate às celulites, gorduras localizadas e afina as partes mais grossas do corpo, como cotovelos, joelhos e pés.

O esfoliante apresenta uma textura granulada, sendo que para cada parte do corpo deve ser usado um tipo de esfoliante específico. Esfoliantes corporais devem ser mais consistentes e com granulação maior. Já os faciais devem ser mais suaves e com menor granulação para não irritar a pele sensível do rosto.

Benefícios

A esfoliação é um tratamento muito importante para a pele, pois elimina impurezas que a deixam com um aspecto danificado. Os benefícios que esta ação promove são diversos, entre eles estão:

  • Melhora a textura da pele, deixando-a mais suave, uniforme e tonalizada;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Remove as células mortas expelidas pelo organismo;
  • Desobstrui os poros, limpando profundamente;
  • Atenua e combate rugas e linhas de expressão;
  • Combate o aparecimento de acnes e cravos;
  • Elimina manchas e marcas de acnes;
  • Estimula a produção de células novas com mais colágeno;
  • Evita oleosidade excessiva;
  • Deixa a pele pronta para hidratação, aumentando a capacidade de absorção dos cremes hidratantes (veja mais sobre o mecanismo da hidratação na pele).

No corpo, além de ser eficaz contra celulite e gordura localizada, a esfoliação evita pelos encravados. Recomenda-se fazer uma esfoliação três dias antes da depilação para remover células mortas e afinar a pele , e três dia depois para evitar que os pelos se encravem.

Quando feita no verão, ela assegura um bronzeamento natural, uniforme e duradouro em uma pele bem preparada, sem defeitos e manchas. Pode ser feita na forma de massagem corporal, pois tem características relaxantes e revigorantes, dependendo dos ingredientes e da técnica utilizada.

Como utilizar

A frequência com que se deve esfoliar a pele varia conforme o tipo de pele de cada pessoa.

Peles normais a secas

Para pessoas com esse tipo de pele, recomenda-se que a esfoliação seja feita de uma a duas vezes por semana. As peles ressecadas renovam as células mais lentamente e acumulam grande quantidade de escamas na superfície. Duas esfoliações por semana conseguem diminuir a espessura da camada córnea, reativando a renovação celular.

Peles oleosas ou mistas

Podem ser esfoliadas duas a três vezes por semana, quando são usados os esfoliantes normais. Com ativos mais suaves, pode-se fazer mais vezes. O mais importante é que os poros não fiquem obstruídos, reduzindo a existência de cravos.

Peles sensíveis

Podem ser submetidas a esfoliação suave a cada 15 dias.

Peles maduras

Em função da menor taxa de renovação, recomenda-se esfoliá-la duas vezes por semana, sempre com esfoliantes suaves.

Peles com acnes

Evitar a esfoliação em casos de acne moderada a grave, já que pode ocorrer a ruptura das pústulas, havendo risco de infectar glândulas sebáceas, agravando o problema. Já a acne leve pode se beneficiar com esfoliação suave, sob orientação médica.

A aplicação é feita com os dedos, em movimentos suaves e circulares, colocando uma leve pressão enquanto espalha o produto pelo rosto. Em regiões mais ásperas, deve-se aumentar um pouco a pressão da esfoliação. Deixe o esfoliante agir por alguns minutos e remova com água morna.

No rosto, a esfoliação pode ser seguida de algum outro procedimento, como extração dos cravos, máscara facial ou massagem. O importante é sempre finalizar com um creme hidratante, óleo vegetal ou, caso a esfoliação seja realizada de dia, aplique um protetor solar antes de se expor ao sol. É fundamental realizar uma boa hidratação após a esfoliação.

No verão esfolie o corpo uma vez por semana para garantir um bronzeado harmonioso. Nunca tome sol logo em seguida da esfoliação, dê um espaço de um dia, antes de se expor aos raios solares. No inverno, deve ser realizada com menor frequência para que a pele não perca a camada de gordura que a protege do frio.

Nos pés, pode ser feita mais de uma vez por semana, a fim de evitar o ressecamento e rachaduras. Aplique o produto apenas na planta do pé, nunca na região superior.

Nunca faça esse procedimento em peles com acnes, feridas, dermatites, machucados ou queimaduras, pois o atrito que a esfoliação promove poderá irritar a pele e agravar os problemas. Olhos e bocas não devem ser esfoliados pois são muito sensíveis; para os lábios, existem esfoliantes adequados para essa região.

Atente-se ao tipo de esfoliante mais indicado para seu tipo de pele e nunca utilize um produto de esfoliação corporal no rosto. Para cada região existe um tipo de esfoliante específico.

Meio ambiente

Como foi dito, é muito importante fazer esfoliação na pele, já que os esfoliantes trazem muitos benefícios. Porém, existe um grave problema relacionado a esses produtos que está prejudicando o meio ambiente e a vida aquática.

Muitos deles são compostos por substâncias granulométricas responsáveis pela esfoliação proporcionada à pele, mas essas pequenas bolinhas coloridas presentes nesses produtos são microesferas de polietileno, os populares microplásticos, altamente poluentes e que contaminam a água de mares, rios e lagos.

Todas essas bolinhas vão parar em rios e oceanos depois de utilizadas. Pequenos crustáceos e peixes acabam se alimentando delas e, consequentemente, contaminam-se. Entenda mais sobre o problema que são as microesferas dos esfoliantes.

Para evitar que os rios e oceanos se contaminem com essas perigosas substâncias, vale a pena conferir os rótulos dos produtos antes de comprá-los. Evite aqueles que contêm polyethylene ou polypropylene na composição. Alguns deles também podem conter substâncias nocivas à saúde, sendo que as principais encontradas são os parabenos. Portanto, opte pelos cosméticos orgânicos e naturais, que não prejudicam a saúde ou o meio ambiente.

Esfoliantes caseiros podem ser uma boa opção. Basta escolher a granulometria adequada, dependendo da região do corpo em que for aplicar. Veja a receita. As argilas também são uma ótima opção, pois têm as mesmas propriedades dos esfoliantes e são naturais. Você pode encontrar na Loja eCycle os esfoliantes naturais, argilas e outros produtos.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail