Entenda como ocorre a produção e quais as propriedades do óleo de pêssego

Possui diversos usos estéticos e medicinais

O pêssego é o fruto obtido do pessegueiro (Prunus persica), que é uma árvore decídua, ou seja, que perde suas folhas em determinada época do ano. Ela também é nativa da China e do sul da Ásia, tem flores roxas e folhas alternas e serreadas.

Durante o processamento de conservas, a fruta passa por operações de corte e descaroçamento. O caroço resultante é geralmente considerado como resíduo industrial e é a partir da semente do pêssego que a extração do óleo ocorre.

Dentro do caroço, existe uma amêndoa que é retirada por meio da quebra da semente. Essa amêndoa é prensada a frio, extraindo-se o óleo. Desta forma, os componentes presentes no óleo não degradam no processo. Portanto, o óleo de pêssego é um óleo vegetal obtido a partir da amêndoa presente no caroço da fruta.

O óleo de pêssego, além de conter vitaminas A e C, é rico em ácido oleico e ácido linoleico, que são ácidos graxos não produzidos pelo organismo. O ácido oleico ou ômega 9 possui propriedades lubrificantes e emolientes; por isso, o óleo de pêssego é muito utilizado como aditivo em base de sabões e sabonetes para dar lubricidade e maciez. O ácido linoleico , mais conhecido como ômega 6, apresenta propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

Devido a presença desses ácidos, as aplicações desse tipo de óleo são muitas. Além de ser empregado em sabonetes, o óleo também pode ser usado na pele como hidratante corporal e facial. Ele recompõe a oleosidade em peles ressecadas e com problemas de escamação, proporcionando brilho e maciez. Devido à textura leve que ele apresenta e à alta capacidade de hidratação, é ótimo para massagens e para banho.

O óleo de pêssego também têm propriedades anti-inflamatória e antioxidante, podendo ser utilizado como óleo pós-sol, regenerando a pele de danos causados pelos raios solares e por queimaduras. Assim, ele serve para rejuvenescer a pele madura, eliminar linhas finas e também para restaurar a elasticidade, dando-lhe um aspecto saudável e suave. Pessoas com pele sensível não terão problemas, já que é um óleo fino, leve, suave e hipoalergênico.

A substância pode ser aplicada pura ou misturada com cremes para corpo, produtos cosméticos, xampus e condicionadores, pois também pode ser usado nos cabelos, hidratando-os.

Os benefícios são inúmeros, no entanto, busque sempre por utilizar os óleos vegetais puros, pois alguns tipos de produtos cosméticos podem conter compostos nocivos, como parabenos, que são prejudiciais à saúde. Sendo assim, verifique os rótulos para certificar-se que o óleo é realmente natural, evitando qualquer risco de contaminação. Você pode encontrar o óleo de pêssego e outros na Loja eCycle.

Pode ser usado também na alimentação, adicionado na salada, por ter efeito diurético, laxante e calmante. Porém esse produto só deve ser ingerido na sua forma pura. Certifique-se de que o óleo é próprio para consumo antes de ingeri-lo.

Vale ressaltar também que o descarte indevido de óleos provoca sérios impactos ambientais, principalmente na questão de contaminação da água. Dessa forma, o descarte de óleos vegetais em ralos e pias é inadequado, pois pode causar diversos riscos ambientais e também o entupimento nos encanamentos. Portanto, em caso de descarte, procure pelo local correto para esses produtos, coloque os resíduos de óleo em um recipiente plástico e leve ao ponto de descarte para que o óleo possa ser reciclado.

Você pode encontrar aqui o ponto mais próximo para descartá-los.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail