Gás metano: o gás-estufa pode ser um biogás para geração de energia

Muito comuns em aterros (foto), ele pode ser gerador de energia

Queima do metano

O metano (CH4) é um gás incolor e sem cheiro, possui pouca solubilidade em água e, quando adicionado ao ar, pode ser altamente explosivo. Ele é muito conhecido por suas propriedades energéticas e por ser proveniente das vacas, mas veremos que há diversas outras fontes de CH4, que pode ser muito prejudicial à saúde humana.

Esse gás está no grupo dos hidrocarbonetos (HC), que são compostos formados por carbono e hidrogênio, e podem se apresentar na forma de gases, partículas finas ou gotas. Dentro do grupo de hidrocarbonetos totais (THC), há os hidrocarbonetos simples - metano, e os hidrocarbonetos não-metano - esses últimos compreendem os THC menos a parcela de CH4. Todos têm a propriedade de serem precursores para a formação do ozônio troposférico e podem ser vetores do desequilíbrio do efeito estufa.

Fontes

O metano surge na natureza devido aos seguintes processos:

  • Decomposição de lixo orgânico (aterros sanitários e lixões);
  • Digestão de animais;
  • Reservatórios de hidrelétricas;
  • Processos industriais;
  • Pecuária;
  • Metabolismo de certos tipos de bactérias;
  • Vulcões de lama;
  • Extração de combustíveis minerais (principalmente o petróleo);
  • Produção de combustíveis fósseis (gás e carvão);
  • Queima de combustíveis fósseis (veículos);
  • Aquecimento de biomassa anaeróbica.

Como o CH4 pode ser produzido por meio de matéria orgânica, pode ser chamado de biogás e ser utilizado como fonte de energia, saiba mais na matéria "O que é a energia do biogás? Entenda como é produzido e transformado em energia elétrica".

Também é encontrado como componente principal nas exalações naturais de regiões petrolíferas, existindo dentro de cavidades nos estratos de jazidas de carvão mineral. Uma quantidade desconhecida (mas provavelmente enorme) de metano está presa no sedimento marinho e sob as geleiras/glaciares, conhecidos como campos de gás natural ou depósitos geológicos. O gás natural usado como combustível para veículos tem cerca de 70% de metano em sua composição.

Efeitos

Um dos efeitos negativos do CH4 para o meio ambiente é a sua contribuição para o desequilíbrio do efeito estufa, podendo colaborar para o aquecimento global. O metano não entra no grupo de poluentes que servem como indicadores da qualidade do ar, porém entra no grupo dos poluentes climáticos de vida curta e quanto às possíveis alterações climáticas, impacta 20 vezes mais que o dióxido de carbono (CO2).

Ao ser inalado, o gás pode causar asfixia e perda de consciência, parada cardíaca e, em caso extremo, danos no sistema nervoso central.

Como controlar?

O controle do gás metano é complicado. Os processos naturais no solo e reações químicas na atmosfera ajudam a removê-lo, assim como medidas artificiais, mais diretas.

No caso da pecuária, a redução da emissão está ligada à melhoria da dieta do gado (nutrição dos animais minimiza perdas de nutrientes), à melhoria dos pastos (fertilização adequada dos solos) e medidas que diminuem a produção de gás metano proveniente dos processos de digestão dos animais - como um dispositivo wi-fi colocado no estômago de vacas.

No caso do lixo, o metano gerado em aterros é queimado, pois, nesse processo, transforma-se em CO2 por ser mais fácil de ser sequestrado da atmosfera. Porém, existe a alternativa de aproveitamento energético, ou seja, a transformação do metano em energia elétrica em usinas instaladas em aterros sanitários. Um bom exemplo disso é uma cidade estadunidense que tem milhares de casas abastecidas por metano.

Segundo a Prefeitura de São Paulo, a cidade conta com usinas de biogás nos aterros Bandeirantes e São João, que além de transformarem o metano em energia para 700 mil habitantes, também vendem os chamados créditos de carbono, possibilitando a redução em até 12% de emissões de gases-estufa.

Uma das alternativas que está ao alcance do consumidor é a fazer a reciclagem do lixo orgânico por meio da compostagem doméstica. No guia de compostagem, o Portal eCycle apresenta um passo a passo com a explicação do funcionamento de cada um dos métodos de compostagem para te ajudar na escolha.


Veja também:


 

Comentários  

 
+3 #1 2014-08-20 05:29
Sou apaixonado por conhecimentos que venham contribuir pela preservação do meio ambiente
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail