Coador de aço é alternativa sustentável e prática ao filtro de papel na hora de fazer café

Apaixonado por café, grupo cria filtro de aço inoxidável que produz quantidade maior da bebida, aproveitando melhor os grãos

O filtro de café feito de papel parece inofensivo, mas está longe disso. De acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA), o uso do filtro produzido com papel branqueado industrialmente é suficiente para exceder os “níveis aceitáveis” de dioxina (um substância tóxica que traz diversas complicações à saúde humana e ao meio ambiente - veja mais aqui) por toda uma vida. Uma solução lógica seria retornar ao bom e velho coador de pano, mas é inegável que ele não é lá muito prático.

Uma outra alternativa é o filtro criado pela empresa Able Brewing, feito de aço inoxidável, e que possui furos precisos (cortados por um processo fotoquímico), permitindo um fluxo constante da bebida ao mesmo tempo em que minimizam a quantidade de sedimento. Ele também possui anel de plástico preto que reforça o dispositivo, permitindo, segundo o fabricante, um filtro mais fino e um copo limpo. E ainda é prático: encaixa-se na maioria dos suportes e, para limpar, basta passar um pano ou lavar com água quente. Mas a maior vantagem é que não agride o meio ambiente.

Depois de passar pelo Kickstarter, site de crowdfunding (financiamento coletivo) e arrecadar cerca de US$ 150 mil, enquanto pretendia adquirir apenas US$ 5 mil, o filtro de papel da Able Brewing está em sua terceira versão, é um sucesso e é vendido por diversos sites de comércio eletrônico ao redor do mundo, novamente segundo o fabricante.

Como utilizar

Primeiro, é preciso colocar o pó de café dentro do filtro (se o grão estiver moído em partes pequenas, o café tem chance de ficar mais saboroso). Em seguida, após colocar o filtro sobre um recipiente, é necessário distribuir lentamente a água pelo filtro, caso contrário, a água não vai ficar tempo suficiente no funil e a bebida poderá ficar fraca. Para ter mais detalhes a respeito do produto, entender melhor seu funcionamento e saber como adquiri-lo, visite o site oficial. Dê uma olhada também no vídeo abaixo (em inglês):

Alternativas

Se você não tem interesse em adquirir essa nova opção de filtragem, há métodos antigos que podem funcionar. O primeiro, como já foi dito, é utilizar o velho coador de pano que, apesar de não ser muito prático, não passa pelo processo de branqueamento artificial, e pode ser reutilizado diversas vezes. O segundo é a produção de café na cafeteira italiana, criada em 1933, e que não necessita de filtro. As demais opções são relacionadas a cafeteiras elétricas - elas também não precisam de filtro, mas gastam energia em vez do calor do fogo.

Lembre-se que, depois de saborear o cafezinho, há diversas formas de reaproveitar a borra de café (clique aqui e saiba mais).

Veja também:
-Cafezinho sustentável: máquina torra café por meio de energia solar
-Conheça os perigos da dioxina e saiba como preveni-los
-Borra de café: cinco usos que podem ajudar as plantas do jardim


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail