Por meio de rede social, governo chinês expõe empresas poluidoras

Medida tem finalidade de constranger poluidores

Foto: Reprodução / Mashable / Weibo

País que mais emite gases de efeito estufa no mundo, a China sofre cada vez mais com a poluição atmosférica. A situação chegou a tal ponto que, este ano, pela primeira vez, o governo chinês emitiu um "alerta vermelho", o que culminou no fechamento de escolas, proibição de atividades ao ar livre e imposição de um limite de operação a fábricas. O uso de carros também foi limitado pelas autoridades.

Para denunciar empresas, fábricas e prédios que não estão cumprindo as políticas antipoluição do distrito de Pequim, capital do país, o governo chinês está usando uma conta na rede social Weibo (equivalente ao Twitter). A agência ambiental publica fotos e detalhes dos infratores aos quase 700 mil seguidores. As informações são do site Mashable.

A agência de Pequim espalhou agentes de fiscalização que distribuem multas e tiram fotos dos estabelecimentos que não cumprem a legislação. A ideia é envergonhar os estabelecimentos, além de deixar claro o que pode acontecer com quem desrespeita as leis. Chineses estão promovendo boicotes a restaurantes que usam forno à lenha, como o da foto.

Caldeiras irregulares e máquinas de pintura automotiva também aparecem entre os casos denunciados pela conta da agência ambiental chinesa. Nos últimos meses, centenas de empresas foram denunciadas e expostas na rede social.

Fonte: EcoD

Veja também:
-Imagens mostram nível alarmante de poluição na China
-China emite primeiro alerta vermelho devido à poluição atmosférica


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail