Carros movidos a diesel vão praticamente desaparecer por volta de 2025, diz banco suíço

Instituição financeira aponta tendência. Será que ela se tornará realidade?

Painel de carro
Imagem: Pixabay / CC0

Londres anunciou que só comprará ônibus de um andar 100% livre de emissões para circulação no centro da cidade. As holandesas Eidhoven e Helmond compraram 43 ônibus elétricos extra-longos. Paris, Atenas, Cidade do México e Madrid estão pleiteando o banimento de total de veículos a diesel por volta de 2025.

Então o renomado jornal Financial Times relatou que o banco de investimento suíço UBS está ligando os pontinhos dessa tendência: a instituição financeira afirmou que os carros movidos a diesel vão desaparecer do mercado de automóveis global por volta de 2025.

Não são apenas algumas cidades, de forma individual, que estão lutando contra o diesel, segundo a UBS, mas também países inteiros como Bélgica e França, que estão tentando diminuir disparidades entre as tarifas para gasolina e diesel (como as tarifas são baixas para o diesel, ele é bem popular na Europa). Para além disso, carros elétricos estão se tornando viáveis e começam a ter inserção no mercado, inclusive com modelos de autonomia satisfatória. Todos esses fatores levariam à derrocada dos modelos de automóveis movidos a diesel no mercado de carros de passageiros muito antes do que esperávamos. UBS estima que o diesel continuará sendo usado em grandes SUVs e em caminhões atualmente. É esperar para ver se as previsões vão se tornar realidade.

Brasil

Por terras tupiniquins, apenas veículos de grande porte são autorizados a usar diesel, como ônibus e caminhões. No entanto, um projeto de lei e um projeto de decreto legislativo estão debatendo a liberação de veículos leves movidos a diesel no país, o que iria na contramão da tendência mundial


Fonte: Treehuger

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail