Vaso sanitário movido a energia solar trata águas residuais

Inovação está em desenvolvimento desde 2012

Mais de 2,5 bilhões de pessoas ainda carecem de saneamento básico adequado em todo o mundo, de acordo com dados da ONU, e outras 946 milhões continuam a fazer suas necessidades fisiológicas ao ar livre, prática problemática, pois representa um foco contínuo de doenças e de contaminação da água.

A boa notícia é que empreendedores sociais têm desenvolvido soluções inovadoras para o problema. A Caltech, por exemplo, criou um banheiro dotado de um reator eletroquímico movido a energia solar para o tratamento de águas residuais. O equipamento conta com sensores conectados a um aplicativo móvel, que alerta os operadores em caso de necessidade de manutenção.

Esses sensores informam quanto à vazamentos, tensões e pressões, e alertam automaticamente um operador através do envio de uma foto do problema. Um possível defeito pode ser corrigido por qualquer pessoa sem formação ou conhecimento especial, bastas seguir as instruções ilustradas com um passo a passo fornecidas em um monitor de vídeo que integra o sistema.

Segundo a Fastcoexist, a equipe liderada por Michael Hoffman estava interessada ​​em uma solução capaz de enfrentar o problema da manutenção, bem como reinventar a própria unidade de saneamento.

O lavatório da Caltech existe desde 2012, quando ganhou financiamento da Fundação Gates. O equipamento também conquistou recentemente US$ 300 mil de um prêmio de inovação da Vodafone.

Fonte: EcoD

Veja também:
-Empresa coloca vaso sanitário em moto para disseminar uso de biogás
-Garrafa PET no banheiro? Dica ajuda a reduzir desperdício


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail