Storedot: tecnologia otimiza tempo de carregamento de baterias de celulares e gadgets

Empresa israelense faz uso de nanotecnologia para otimizar tempo de carregamento de baterias

StoreDot

Todo ano os fabricantes de dispositivos eletrônicos investem recursos humanos e financeiros na criação de algorítimos que possam otimizar a performance de baterias nos dispositivos em vez de investir em sua tecnologia de armazenamento de energia.

A empresa israelense StoreDot já tinha ganhado destaque aqui no Portal eCycle com seu projeto de carregar um celular em 30 segundos. A companhia agora se empenha em criar uma bateria que cabe no seu smartphone e carrega até 100 vezes mais rápido que um carregador comum.

No entanto, o plano da empresa envolve um planejamento mais direcionado a longo prazo. Segundo seus criadores, a bateria e seu dispositivo de carregamento não podem ser usados nos aparelhos disponíveis no mercado atual, já que os telefones celulares não estão aptos a aguentar a quantidade de energia que seria liberada durante o carregamento. A empresa está conversando com os gigantes da produção de telefonia móvel e diz que, se algum acordo for assinado, os fabricantes terão que fazer alguns ajustes em seus modelos para acomodar a nova bateria, o que irá encarecer os dispositivos em até 50 dólares.

Atualmente, um dos maiores desafios na indústria de eletrônicos é o armazenamento enérgico dos dispositivos. Qualquer novidade neste quesito é vista com dúvida e ceticismo pelas grandes empresas do setor.

A tecnologia da StoreDot para armazenamento de energia pode ser aplicada em baterias para aparelhos móveis para prover uma solução sustentável que tem a capacidade de substituir baterias de lítio, as mais usadas atualmente no mercado. Devido ao tamanho dos nanodots, a capacidade dos eletrodo aumenta, resultando na próxima geração de baterias e supercapacitores que podem ser carregados completamente em minutos em vez de horas.

Jovem prodígio

Com uma tecnologia similar que pode até ter, de certa forma, inspirado a empresa, a jovem Eesha Khare, na época com 18 anos, criou o protótipo de um supercapacitor eletroquímico capaz de carregar um celular em 20 segundos. A jovem fez sucesso nos Estados Unidos por ter ganhado o Intel Foundation Young Scientist Award, além de US$ 50 mil pela sua invenção.

Veja também:
-Onde reciclar baterias de celular?
-Cinco dicas para aumentar o tempo de vida do seu celular
-Super-bateria promete maior eficiência e menor tempo de recarga


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail