EcoMusic, o festival da música sustentável

Ideia de estudantes de cidade mineira vira realidade em 2010 e já caminha para a segunda edição. Festival reúne produção musical sobre meio ambiente e outras atividades relacionadas à conscientização. Ah, e o evento é neutro em carbono!

Como conscientizar a juventude a respeito da necessidade de preocupações ambientais? Foi essa a pergunta que três jovens moradores de Divinópolis-MG se fizeram. A resposta encontrada: por meio da música. Foi assim que surgiu o Festival EcoMusic, que caminha para a segunda edição e reúne atividades sustentáveis e bandas que participam de concurso com músicas temáticas sobre meio ambiente. Tudo isso com sustentabilidade – o evento é neutro em emissões de carbono.

A ideia surgiu quando os três organizadores do festival, Tulio Carregal, Erich Vilela e Vinícius Gomes (todos possuem idades entre 17 e 18 anos), participaram de um projeto sobre ecologia no colégio de Vinícius e perceberam que grandes teorias eram apresentadas, mas sem aplicação na prática. “Foi então que reunimos e decidimos criar algo para conseguir atrair o público, principalmente jovem, para começar a se importar com as questões ambientais. O caminho mais próximo e atraente que encontramos até a mente das pessoas foi a música”, explicou Tulio.

A primeira edição do EcoMusic ocorreu no dia 13 de novembro de 2010 das 10h às 23h. Oito bandas se apresentaram. Dessas, três foram convidadas e cinco participaram do concurso. A condição era ter uma composição própria que falasse sobre o Ano Internacional da Biodiversidade – tema da primeira edição. E mesmo com as dificuldades iniciais, a procura foi surpreendente. “Durante os dois meses disponíveis para fazer as inscrições, tivemos 40 bandas cadastradas, mesmo sem ser divulgada a premiação. As finalistas só ficaram sabendo na véspera que poderiam ganhar R$ 2 mil, R$ 1 mil e R$ 500”, revelou o organizador. Cerca de 2,5 mil pessoas passaram pela Praça da Catedral de Divinópolis no dia do evento.

As atrações musicais foram complementadas pela apresentação de um grupo de dança, por tendas ecológicas e por uma oficina de customização de EcoShirts. No entanto, Tulio alega que a ação mais marcante ocorreu após o término do evento. “Fizemos, com muito orgulho e pensando em ser usado como exemplo, o evento com emissão zero de gás carbônico. Toda a emissão de CO2 foi neutralizada, depois de um cálculo, em um plantio de 100 mudas que realizamos no Parque da Ilha, aqui em Divinópolis. Na verdade, ainda temos um crédito de 30 árvores”, afirmou.

A banda Pietra foi a vencedora da primeira edição. Você pode conhecer as músicas no MySpace da banda.


Edição 2011
Para a segunda edição, as expectativas são as melhores possíveis e o tema é diferente: a questão dos resíduos. O EcoMusic aumentará de um dia para uma semana inteira e a expectativa é de que tanto o número de bandas inscritas quanto o público tripliquem. “Durante toda a semana, realizaremos um grande fórum sobre resíduos. No sábado acontecerão os shows do concurso e as outras diversas atrações. O evento esse ano será grandioso, podem esperar”, alertou Tulio Carregal.

O slogan do projeto se manteve: “O que você vai fazer pelo futuro?”. Para Carregal, é a frase que traduz a alma do festival. “Às vezes, algumas pessoas agem como se não se dessem conta de que o futuro é delas mesmo. Tudo o que fazemos hoje, vai gerar conseqüências”, explicou.

Entre no www.festivalecomusic.com.br para ter mais informações sobre o festival. Caso você tenha uma banda e interesse de participar, mesmo não sendo da região de Divinópolis, é possível desde que o grupo arque com os gastos das eliminatórias que ocorrem na cidade mineira. “A ideia é que o EcoMusic não fique apenas em Divinópolis. Queremos realizá-lo em outras cidades, assim como também queremos que ele sirva de exemplo para que outros possam fazer um, em sua cidade”, finalizou o organizador.


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail