Dirt! The Movie: um filme sobre o solo

O documentário é uma aula sobre o solo, não apenas em seu aspecto biológico, mas levando em conta questões econômicas, sociais e politicas

"Do pó vieste e ao pó retornarás". Essa é uma passagem bíblica que, apesar de conter vários significados para diversas religiões, poderia servir também como base para definir do que se trata o documentário "Dirt! The Movie": um filme sobre o solo e a tênue relação que com ele desenvolvemos.

Sundance Film Festival do mesmo ano, a produção enfoca a questão do solo não apenas em seu aspecto biológico, mas destrincha o tema por meio de outros meandros possíveis, tais como o econômico, o social e o politico.

No inicio do documentário, a narrativa explica que a terra, um dos elementos naturais, não se trata de algo sem vida, mas um organismo complexo, de grande importância, base do ambiente em que vivemos. A partir daí o documentário faz um tour histórico sobre o solo, uma herança de bilhões de anos, e sobre como o vimos utilizamos ao longo da existência humana até os dias atuais. Além disso, apresenta com sensibilidade sua importância, os diferentes usos por diversos povos distribuídos pelo mundo, ressaltando aspectos econômicos, culturais e religiosos.

No ápice do filme, problemas gerados pelo mau uso do solo são expostos, a exemplo da crise de produção de alimentos. Aliás, a fome em países africanos é exemplo cruel do péssimo modo de utilização do solo no modelo de agricultura vigente. Ainda nessa esfera, o uso de fertilizantes e compostos químicos são retratados como componentes que podem destruir o solo, tornando-o inútil e improdutivo, como já alertado pelo eCycle.

O documentário aponta nossa atitude nociva ao planeta em forma de evidências sobre como lidamos e consumimos os recursos naturais, destruindo-os com o fim de elaborar elementos que consideramos mais "valiosos". David Orr, professor de estudos ambientais da faculdade de Oberlin, consegue sintetizar esse sentimento em sua entrevista para o documentário:

"Montanhas estão sendo destruídas em nome da eletricidade barata. Mas que de barata não tem nada. É inacreditavelmente cara. Tal atitude perante a natureza a enxerga apenas como recursos a serem utilizados, não como benefícios de todos, mas sim dedicados a um número muito reduzido de pessoas, vivendo numa fatia de tempo extremamente fina da jornada humana".

Por fim, o documentário nos provoca a reflexão. Ao vivermos numa sociedade em que o progresso é lema e o urbanismo desenfreado uma bandeira, estamos cada vez mais desconectados das questões ambientais e o filme nos dos deixa a mensagem sobre a necessária reconexão com a terra (e a Terra), base da existência de todos os seres vivos                                                                          

Ficha técnica

Título: Dirt! The Movie

-Diretores: Bill Benenson, Gene Rosow e Eleonore Dailly

-País: EUA

-Lançamento: 2009

-Gênero: documentário

-Duração: 86 minutos

-Site oficial: http://www.thedirtmovie.org/

Imagem: site oficial do Dirt! The Movie

Veja Também:
- As consequências do desenvolvimento da agricultura para o meio ambiente
- Húmus é ótima alternativa para descontaminar solos que contêm metais pesados
- Borra de café: cinco usos que podem ajudar as plantas do jardim
- Economize e evite pesticidas e fertilizantes ao criar seu próprio jardim de ervas

Diretores: Bill Benenson, Gene Rosow e Eleonore Dailly

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail