Festival de cinema ambiental tem sessões gratuitas em São Paulo

Memorial da América Latina apresenta filmes nacionais e internacionais ligados à temática

Comemorando 20 anos de existência, o Festival Internacional de Cinema Ambiental e Direitos Humanos (Ecocine), abre ao público uma mostra retrospectiva de filmes nacionais e internacionais que se ligam à temática, no Memorial da América Latina, em São Paulo, até o dia 13 de abril.

Entre os principais destaques estão os longas “Xingu”, de Cao Hamburguer, “Serra da Desordem”, de Andrea Tonacci e “Vlado 30 anos depois”, de João Baptista de Andrade, além da exibição do piloto do curta “Rua!”, de Ariane Porto, que será seguido de debates coordenados pela própria diretora e pela professora Lilian Amaral. Neste ano, o festival não será competitivo e contará também com diversos curtas-metragens.

O Memorial da América Latina fica localizado na av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, na Barra Funda, em São Paulo. Todas as sessões são gratuitas ao público. Para conferir a programação completa e ter mais informações sobre o festival, acesse o site oficial do evento.

Origem

A Conferência Mundial do Meio Ambiente ocorrida no Rio de Janeiro, em 1992, e que ficou conhecida como ECO 92, alertou o planeta sobre a necessidade de repensar os hábitos de consumo e a relação com o meio ambiente. No litoral paulista, um grupo teve a iniciativa de criar um canal para o estreitamento do público com a temática. Surgiu então Ecocine, que, 20 anos depois, realiza sua 21ª edição.

Veja também:
-Animação questiona custo ambiental do preço da gasolina nos Estados Unidos
-Vídeo: HOME é uma obra que impressiona pela mensagem e pelas imagens


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail