OMS pretende padronizar embalagens de produtos de tabaco. Cores e logotipos podem ser proibidos

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que os cigarros e os derivados de tabaco matam quase 6 milhões de pessoas todos os anos

Imagem: Pixabay / CC0

A Organização Mundial da Saúde, OMS, quer padronizar as embalagens de cigarros e de outros derivados do tabaco restringindo ou proibindo o uso de logotipos, cores, imagens ou qualquer tipo de promoção.

A meta foi estipulada para marcar o Dia Mundial Sem Tabaco, ocorrido em 31 de maio. A agência da ONU, quer que as embalagens de cigarro mostrem apenas os nomes da companhia fabricante e da marca nas mesmas cores e tipos de letra.

Controle do Tabaco

A OMS e o secretariado da Convenção Quadro sobre o Controle do Tabaco pediram aos países que se preparem para implementar a medida.

A assessora regional para Vigilância, Prevenção e Controle das Doenças Não Transmissíveis da Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, Roberta Caixeta, falou à Rádio ONU sobre as embalagens.

"A gente costuma descrever também embalagem padronizada como uma embalagem em preto e branco ou em outras duas cores que fossem contrastantes. Deveriam ser definidas pelas autoridades nacionais. O objetivo dessa medida é reduzir a criatividade dos produtos de tabaco, eliminar esse efeito das embalagens como uma forma de publicidade, promoção e patrocínio, abordar uma técnica diferente de apresentar a embalagem, que pode sugerir que alguns produtos são menos prejudiciais do que outros e, na verdade, aumentar a efetividade sanitária".

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que os cigarros e os derivados de tabaco matam quase 6 milhões de pessoas todos os anos. Mais de 5 milhões das mortes são resultado do uso direto desses produtos e mais de 600 mil são de não fumantes expostos à fumaça de cigarro.

Além disso, quase 80% dos quase 1 bilhão de fumantes no mundo, vivem em países de baixa e média rendas.

Agenda 2030

Ban declarou que o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 3, da Agenda 2030, tem como meta "assegurar vidas saudáveis e promover o bem-estar de todas as idades".

Como parte desta iniciativa, o chefe da ONU disse que os governo se comprometeram a fortalecer a implementação da Convenção sobre o Controle do Tabaco em todos os países para reduzir o número de fumantes.

Ele lembrou que o uso de produtos derivados do tabaco representam a maior causa de doenças crônicas, incluindo câncer, e problemas do coração e nos pulmões.

Fonte: Rádio ONU

Veja também:
-Soluções para o descarte da bituca de cigarro
-Bituca de cigarro: uma grande vilã ambiental 


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail