Especialista defende projeto que prevê aumento de biodiesel ao diesel

Biodiesel pode ser vetor para substituição gradual do diesel fóssil

Imagem: Canal Bioenergia

No dia 3 de março, a Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 3.834 de 2015, que visa aumentar progressivamente a adição de biodiesel ao diesel fóssil de 7% para 10% e altera a lei 13.033 de 2014, que dispõe sobre a adição obrigatória desse combustível renovável ao óleo diesel comercializado.

Segundo o diretor superintendente da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerozene (Ubrabil), Donizete Tokarski, o projeto é importante para toda a sociedade brasileira “porque dá a possibilidade de todos usufruírem os benefícios do biodiesel, produzido a partir de matérias-primas de origem animal e vegetal.”

Tokarski afirma que o projeto de lei que aguarda sanção presidencial para entrar em vigor é “de grande importância para o país, no aspecto econômico, social e ambiental”. Ele também lembra que o Brasil tem uma grande variedade de óleos vegetais e animais. Até pouco tempo atrás, as gorduras animais eram descartadas incorretamente na natureza, na beira de rios e de estradas, e nos lixões.  De acordo com o especialista, o Brasil é um grande exportador de matéria-prima, como a soja, que tem cerca de 70% da produção aplicada no biodiesel. 

Donizate Tokarski também argumenta que o diesel fóssil importado em grande quantidade para o Brasil poderá ser substituído gradativamente.

Outra observação do especialista para a redução do diesel é que, desde 2014, a Organização das Nações Unidas (ONU) considerada o diesel como um dos causadores de câncer (veja mais aqui).

Fonte: EBC

Veja também:
-Queima de diesel e incêndios florestais contribuem duas vezes mais para o aquecimento global que o esperado
-Alta exposição a emissões de diesel causa câncer de pulmão, avalia agência 


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail